Dom Odair, da Congregação da Missão, é ordenado bispo

0
910

A noite do dia 8 de dezembro foi marcada pela felicidade na Igreja. Em Irati, no Paraná, Monsenhor Odair Miguel Gonsalves dos Santos teve sua ordenação episcopal, em meio a simbolismos e emoção. Ele irá atuar como bispo auxiliar em Porto Alegre/RS.  A cerimônia aconteceu na matriz da Paróquia São Miguel, em Irati, terra natal do ordenado e na presença de muitos de seus familiares e de representantes da SSVP, inclusive do Conselho Nacional do Brasil.

A celebração foi conduzida pelo arcebispo metropolitano de Porto Alegre e presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Dom Jaime Spengler,  acompanhado por Dom José Carlos Chacorowski, da Congregação da Missão, e, Dom Sergio Arthur Braschi, bispo anfitrião da Diocese de Ponta Grossa.

“Foi um presente que nós ganhamos. Agradecemos à Diocese de Ponta Grossa e, claro, à família vicentina”, afirmou Dom Jaime.

Por falar em vicentinos, além de diversos participantes, o CNB esteve representado por uma comitiva, comandada pela Vice-presidente da Região III, consócia Fabiana de Oliveira. “Foi uma emoção muito grande ver a ordenação de um bispo da Congregação da Missão, depois de tantos anos. Saber que teremos em Porto Alegre uma pessoa que já se comprometeu em fazer a aproximação dos vicentinos com as paróquias e fazer nosso carisma se espalhar pela capital gaúcha. Como ele mesmo já disse, os padres podem e devem fazer o trabalho na paróquia e buscar aflorar também a vocação da missão vicentina. É um dia de festa”, declarou a consócia.

Comitiva de vicentinos com o novo bispo da Congregação da Missão

A noite começou com a profissão de fé feita pelo novo bispo, na presença dos demais bispos, dos presbíteros assistentes, os padres lazaristas Leandro Maeski, Simão Valenga, Edson  Friedricksen, e Éder Fabrício Lourenço, sacerdotes e diáconos, no interior da igreja matriz. Em seguida, todos se dirigiram para um espaço especialmente montado no pátio interno, onde Dom Sergio saudou os arcebispos, bispos, bispos eméritos vindos de todo o Paraná, Santa Catarina e do Rio Grande do Sul, além de sacerdotes e diáconos. Falou especialmente aos irmãos de Dom Odair, Ocimar e Odete. Dom Jaime pediu a todos uma oração silenciosa pelo novo bispo e por todas as famílias acometidas pelas chuvas no Paraná, em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul. A celebração foi acompanhada por cerca de três mil pessoas e contou com a presença do prefeito Jorge Derbli e sua vice, Ieda Waydzik.

Ao lembrar que Dom Odair é o segundo bispo oriundo do interior de Irati ordenado na Diocese, nos últimos anos, Dom Sergio considerou o fato uma grande benção. “Mais um filho da terra sendo chamado não só à vida sacerdotal, mas ao episcopado é uma grande alegria. E os dois últimos, Mário Spaki e, agora, Dom Odair, do interior de Irati. Entre nós, do clero, temos um dizer que ‘Irati é celeiro de vocações’. De fato, daqui dessas paróquias, são quatro ao todo, temos muitas vocações, muitos padres, e agora, esses dois bispos. Não podemos esquecer que também temos um grande número de sacerdotes e irmãs religiosas, que são vocações das famílias aqui de Irati. Uma grande honra. Grande ação de graças hoje a Deus por esse dom”, enaltecia o bispo de Ponta Grossa.

Desde a notícia da escolha de Monsenhor Odair como bispo auxiliar, a reação na cidade foi de grande alegria por parte do clero, dos religiosos e, sobretudo, da população, em particular, mas de toda a Diocese. “Quando recebemos a notícia, estávamos para iniciar a Assembleia dos Bispos do Paraná, que foi em Cornélio Procópio e, dois dias depois, a Assembleia do Povo de Deus, o grande momento de reunir todas as dioceses do Paraná. Não pude estar presente no primeiro instante para abraçá-lo, mas, foi realmente algo que trouxe um novo entusiasmo para a nossa igreja diocesana”, contou Dom Sérgio.

Já Dom Carlos Chacorowski, padre lazarista como Dom Odair, afirmou que via com grande alegria a nomeação, especialmente, por, agora, poder dividir a responsabilidade com ele na Província. “Estou sozinho como bispo. Agora, tenho um companheiro, um irmão. Monsenhor Odair é o nosso sexto bispo na Província. Temos uma belíssima história de bispos nesses 120 anos da presença da Congregação da Missão, filhos de São Vicente de Paulo, aqui na região Sul do Brasil. Inácio Krause foi o primeiro, depois Dom Domingos Wisniewski, Dom Ladislau Biernaski, Dom Isidoro Kosinski, eu e, hoje, Dom Odair. É motivo de grande alegria. Fico muito feliz que mais um colega da Província da Congregação da Missão hoje faça parte também da força viva da Igreja na CNBB. Também estar na presença de Dom Jaime porque fomos nomeados bispos juntos pelo Papa Bento XVI. É um prazer revê-lo, reencontrá-lo”, dizia, brincando que foi ordenado bispo, em 2011.

Agenda

A Arquidiocese é dividida em quatro vicariatos. São quase quatro milhões de habitantes, 160 paróquias.  O novo bispo auxiliar já está em Porto Alegre. Dom Odair, após a ordenação, teve celebrações, sábado (9), na Capela São Pedro, no Guamirim, às 18 horas, e, ontem (10), na igreja matriz São Miguel, às 9 horas, e, às 18 horas, missa pelos familiares falecidos, no Cemitério de Guamirim. Irá celebrar uma série de Crismas, em Porto Alegre, dos dias 15 a 22 deste mês. Conduz ainda uma atividade com missionários e retorna para Irati. Em janeiro, ele fará um curso voltado para bispos, no Rio de Janeiro, e, no final do mês, volta para Porto Alegre, onde, dia 2 de fevereiro, acontece a celebração em honra a Nossa Senhora de Navegantes.

Fonte e fotos: Diocese de Ponta Grossa

Comente pelo Facebook

LEAVE A REPLY