Brasileiros vencedores do concurso internacional em prol da educação contam sobre experiência em participar do projeto

0
208

O Comitê Internacional de Jovens, Crianças e Adolescentes do Conselho Geral Internacional (CGI), anunciou, no final de novembro, os vencedores do concurso internacional “Jovens Vicentinos: comprometidos com a educação de Qualidade para o combate da pobreza”. Entre os ganhadores, três brasileiros se destacaram: a consócia Juliana Rosa, do Conselho Metropolitano (CM) de São José dos Campos/SP, e os confrades Felipe Porto, do CM do Rio de Janeiro/RJ e Iohannes Henrique, do CM de Maceió/AL.

O concurso foi lançado em julho deste ano e tinha como objetivo selecionar projetos sociais, com foco na educação de qualidade como um meio eficaz de combate à pobreza, que poderiam ser implementados nos diferentes países onde a SSVP atua. O CGI recebeu 43 propostas, de jovens do Brasil, Nigéria, Índia, Quênia, África do Sul, Honduras, Guatemala, Filipinas, Chade, Gana, Tanzânia, Botsuana, Moçambique, Trinidad, Tobago, Nepal, Malauí e Haiti.

Os ganhadores, além de terem a chance de mudar a realidade educacional de diversos assistidos ao redor do mundo, também vão poder participar do Encontro Internacional da Juventude da Família Vicentina e do Dia Mundial da Juventude, que acontecem entre os dias 29 de julho a 6 de agosto de 2023, em Felgueiras, Portugal.

Entre os projetos apresentados, os principais temas abordados foram treinamento para professores e voluntários, criação de espaços educacionais, preservação de línguas ameaçadas de extinção, acampamentos educacionais, habilitação de bibliotecas, estímulo precoce diante de distúrbios e educacionais. Conheça os projetos apresentados pelos jovens vicentinos brasileiros:

OzanamVest

A consócia Juliana Rosa Silva, da Conferência São João Bosco, em Pindamonhangaba/SP, pensou em uma iniciativa que oferecesse um cursinho popular de pré-vestibular para estudantes de ensino médio de famílias assistidas. O objetivo é oferecer um ensino de qualidade para que o estudante ingresse em uma universidade de renome.

“O projeto chama OzanamVest- Ozanam Vestibulares e consiste no serviço voluntário de vicentinos e profissionais da área da educação que auxiliem na administração e no ensino das aulas”, comenta a jovem. 

A jovem ficou sabendo do concurso através dos grupos de divulgação da juventude vicentina. “Acredito que a maneira como o projeto foi estruturado e a explicação clara de como o cursinho funcionaria ajudou na seleção. Foi um projeto que escrevi em poucos dias, mas que já estava no coração há um tempo, então, as palavras para explicar sua importância e metodologia saíam naturalmente”.

Juliana contou com o apoio do namorado, que também é vicentino, para elaborar o projeto. Ele foi um dos maiores incentivadores da jovem e também participou da elaboração da proposta, tanto no seu desenvolvimento como na revisão final. “Graças a Deus deu tudo certo, então fica aqui minha gratidão a ele por me incentivar e por sempre me apoiar em tudo”, agradece a jovem.

Participar do projeto foi uma experiência nunca vivida antes por Juliana: “o sentimento, mais do que nunca, é o de sentir no coração a certeza de que escolher fazer parte deste movimento é o caminho que Deus escolheu para mim, para que eu possa trilhar até o céu! Pois, mesmo sem eu merecer, Ele não deixa de ouvir e de realizar os sonhos mais íntimos do meu coração”, diz Juliana. 

Por fim, a jovem está animada para participar do Encontro Internacional da Juventude da Família Vicentina e do Dia Mundial da Juventude: “as expectativas são as melhores possíveis! Nunca tive a oportunidade de participar de uma JMJ, quem dirá do Encontro Internacional da Juventude Vicentina. Então, o coração está que não se aguenta! Só tenho que agradecer a Deus por ser imensamente amoroso e à toda SSVP pela oportunidade. Tenho certeza que com essa experiência eu voltarei ainda mais disposta, com mais vigor e com mais amor para viver a minha vocação! Que Beato Frassati e todos os santos vicentinos intercedam pela nossa caminhada! Coração tá feliz demais!”, comemora a jovem vicentina. 

Semear

O jovem Felipe Porto Santana, da Conferência São Sebastião, de Araruama/RJ, enviou ao CGI o projeto “Semear”, direcionado a capacitação de famílias em situação de vulnerabilidade social, por meio de formações sobre plantio, cultivo, colheita e comercialização dos insumos produzidos, garantindo uma formação profissionalizante e diferenciação para o mercado de trabalho.

“Acredito que o projeto foi selecionado devido a sua abrangência. Mesmo com a particularidade de cada país, o “Semear” permite adaptar-se às diretrizes sociais e econômicas, facilitando sua implementação”, comenta o jovem.  

Felipe soube do concurso durante a 50ª Romaria Nacional dos Vicentinos, no Festival Cultural Ozanam, quando o confrade William Alves, Vice-Presidente Internacional de Jovens, Crianças e Adolescentes do Conselho Geral Internacional, anunciou a iniciativa. O jovem ficou muito feliz em fazer parte desse projeto: “vai além do que ser um dos vencedores do concurso cultural. É saber que pude contribuir escrevendo um projeto, que pude ajudar diretamente no combate à pobreza através da educação. É acreditar que o jovem vicentino tem o seu protagonismo, ideais e é o futuro e presente da Sociedade de São Vicente de Paulo”, declara Felipe. 

Assim como Juliana, Felipe também está empolgado para o Encontro Internacional da Juventude da Família Vicentina e do Dia Mundial da Juventude: “fazer parte da família vicentina muito me alegra. Saber que a SSVP está presente em vários países me traz a certeza que somos uma só família, unida com o mesmo ideal. Poder participar do Encontro Internacional da Juventude da Família Vicentina e da Jornada Mundial da Juventude é uma grande oportunidade de conhecer as realidades e culturas de cada jovem, além de estar unido como membro desta família, seguindo o grande desejo do nosso fundador de  reunir o mundo inteiro em uma grande rede de caridade”, finaliza o jovem. 

Auxilio Estudantil

O jovem Iohannes Henrique Inácio Silva, da Conferência Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, em Maceió/AL, apresentou o projeto que oferece Auxílio Estudantil, com atendimento personalizado para cada assistido, acompanhando o desenvolvimento, individual ou em grupo, de cada jovem participante do projeto. 

O jovem se alegrou com o resultado do concurso e de poder fazer parte dessa iniciativa: “acredito que o estudo é o princípio para a transformação de qualquer pessoa, assim como, baseado na fala de São Josemaría Escrivá: ‘Estudante: aplica-te com espírito de apóstolo aos teus livros, com a convicção íntima de que essas horas e horas são já – agora! – um sacrifício espiritual oferecido a Deus, proveitosa para a humanidade, para o teu país, para a tua alma’”, menciona Iohannes.

O jovem conta que durante sua infância acompanhou a formação da sua mãe na faculdade de Pedagogia e, hoje, vê ela ensinando crianças no interior de Alagoas. “Criei um carinho especial pela área, estagiei em uma creche de Educação Infantil e atualmente estou desenvolvendo uma plataforma focada na Educação Básica, tendo aulas e conteúdos com um baixo custo”, conta o jovem confrade. 

Iohannes tomou conhecimento do concurso através do Instagram do Conselho Geral Internacional, onde assistiu uma live que divulgava a iniciativa e explicava como ela iria funcionar. 

O jovem, assim como seus companheiros brasileiros, está animado pela oportunidade de participar do Encontro Internacional da Juventude da Família Vicentina e do Dia Mundial da Juventude: “Estou muito feliz e ansioso pelos eventos e a oportunidade de participar de cada um deles. Há  quase um ano estava querendo participar da JMJ. Quando descobri o Concurso, fiquei confiante na possibilidade de ir, com a intercessão de São Vicente e da Santíssima Virgem, essa graça foi alcançada. Pela primeira vez participarei desses encontros e poderei conhecer Portugal, sou muito agradecido por essa iniciativa”, celebra Iohannes.

Comente pelo Facebook

LEAVE A REPLY