Denor faz Encontro Nacional para auxiliar equipes dos Conselhos Metropolitanos

0
675
Encontro do Denor reuniu mais de 100 representantes de CMs

A diretoria nacional do Denor realizou seu “Encontro Nacional” em Londrina, no Paraná, entre 21 e 24 de abril, e, com a presença de cerca de 110 coordenadores dos Conselhos Metropolitanos (CM’s) e outras lideranças do Conselho Nacional do Brasil (CNB). Esse foi o primeiro encontro na forma presencial da nova diretoria e teve uma programação intensa, discutindo temas pertinentes ao Departamento e essenciais dentro da Sociedade de São Vicente de Paulo.

“Durante os momentos mais graves da pandemia foram realizadas centenas de atividades virtuais organizadas pelas equipes de Denor, tanto do próprio Conselho Nacional, quanto dos Conselhos Metropolitanos. Agora, era o momento ideal para um encontro presencial”, esclarece o Coordenador Nacional, confrade Sandro Poletto.

Durante os quatro dias do encontro foram realizadas palestras importantes sobre os temas: centralização da contabilidade e a Lei Complementar Federal Nº 187/2021, que regula questões referentes à imunidade de contribuições à seguridade social e que, por isso, envolve o CEBAS (Certificado de Entidade Beneficente de Assistência Social); instrumentos práticos para identificar os patrimônios da SSVP; transferência, administração e rentabilidade do patrimônio; contrato de trabalho, voluntariado e remuneração de dirigentes; a SSVP e a execução de políticas públicas social e de proteção ao idoso; e medicina do trabalho, entre outras. Dentro do Encontro, os participantes ainda puderam refletir e se descontrair com as músicas tocadas pelo confrade Natalino Vitar.

“Ainda na programação tivemos um momento para reflexão, onde os representantes do Denor dos Conselhos Metropolitanos puderam avaliar e definir quais são as suas expectativas em relação à equipe do Denor do CNB, assim como a equipe do Denor do CNB também definiu suas expectativas em relação ao Denor dos CM’s. Essa troca é essencial para que nós do CNB entendamos o que é esperado de nós e para deixarmos claro as funções e atribuições do Denor em cada Conselho”, explica o Coordenador Nacional. 

Como muitos participantes presentes são novos dentro do departamento, foi passado um histórico dos antigos “asilos” até os dias atuais, em que essas Obras Unidas são definidas pela legislação como ILIPI´s (Instituições de Longa Permanência para Idosos). “Dentro da integração desses novos membros houve também vários momentos de descontração, com a gincana, na qual os participantes foram divididos em grupos e responderam questões sobre a Regra da SSVP”, conta Sandro .

Outro momento inesquecível para os vicentinos presentes foi de estar perto da Relíquia de São Vicente, numa oportunidade de revitalizar a fé. Os confrades e consócias puderam partilhar o carisma e a espiritualidade vicentina, rezando, agradecendo e até pedindo uma bênção diante da Relíquia.

No último dia do Encontro, o Presidente do Conselho Nacional do Brasil, confrade Márcio José da Silva, falou aos presentes, destacando a importância do trabalho do Denor dentro de cada Conselho Metropolitano e das atividades vicentinas. Além dele, o Coordenador nacional, Sandro Poletto, e o vice-presidente do CNB, confrade Antônio Fachini, também mostraram apoio e incentivaram os participantes. Uma Missa, celebrada pelo padre Éder, foi realizada para agradecer o Encontro.

“Foi um encontro muito proveitoso e cheio de alegria por estarmos confraternizando com os amigos de forma presencial depois de dois anos de isolamento por causa da pandemia. Tivemos muitos aprendizados, não só durante as palestras, mas também na troca de experiências com os participantes durante os quatro dias de encontro”, conta a consócia Marieli Pongeluppe, da equipe Denor do CNB.

A visão da consócia é compartilhada pelo seu companheiro de equipe, confrade Lucas Ribeiro. “O Encontro foi muito proveitoso e uma excelente oportunidade de reafirmar os compromissos institucionais, como também de resgatar o espírito da partilha de responsabilidade. Apesar de denso em conteúdo e extenso em sua programação, foi importante para alinharmos as perspectivas dos trabalhos”, diz o confrade. 

O Coordenador Nacional do Denor comemorou o sucesso do evento e ressaltou sua importância. “Tivemos uma adesão em massa de todos os CMs e quase todos os coordenadores dos Denor estiveram presentes. Foi muito satisfatório estar com eles e poder partilhar conhecimento, porque, principalmente, nós buscamos preparar um encontro que fosse de acordo com as dificuldades que eles nos informaram que possuem em suas áreas: como gerir, administrar e localizar o patrimônio e também trazer conhecimento da política pública de direito e deveres dentro da área da assistência social para que os coordenadores de Denor possam melhor auxiliar as Obras Unidas em sua região. O Encontro superou nossas expectativas quanto ao desejo deles e da busca que eles tiveram em obter o conhecimento para ajudar em suas Obras. Foi muito positivo para nós da equipe do Denor do CNB”, avalia o Coordenador do Denor do CNB, Sandro Poletto. 

Comente pelo Facebook

LEAVE A REPLY