Isabel Cristina: uma flor vicentina

0
3929
Foto: Paróquia Nossa Senhora da Piedade, em Barbacena (MG)

Por Mayara Sales

Coordenadora de Jovens do CM Barbacena

Receber e ofertar flores são gestos simples e comuns, contudo, possuem um significado especial para cada pessoa. Seu poder é único, capaz de aquecer os corações, marcar memórias e tocar as almas. A Igreja, a Famivin e o povo brasileiro como um todo, receberam um grande presente, que é motivo de alegria e escuta, fé e esperança: uma flor vicentina, carinhosamente chamada de Serva de Deus, Isabel Cristina Mrad Campos.

Isabel foi uma jovem nascida em 29 de julho de 1962, na cidade de Barbacena/MG. Era uma moça cheia de vida, amigável e simples, que gostava de se divertir, namorar e manter a sua vida cristã católica de oração. Advinda de uma família participativa dentro dos movimentos paroquiais e vicentinos, Isabel possuía o desejo de estudar medicina e procurava sempre estar disponível ao outro. Cultivava a sensibilidade, o zelo e o amor para com os mais pobres e, dessa forma, sonhava em ser pediatra para cuidar das crianças carentes. 

Em 1982, aos 20 anos, mudou-se para Juiz de Fora/MG para morar com o seu irmão. No dia 1º de setembro do mesmo ano, um homem foi montar um guarda-roupa no pequeno apartamento e tentou violentá-la. Por resistir e defender sua castidade, o mesmo deu-lhe uma cadeirada na cabeça, amarrou-a, amordaçou-a, rasgou suas roupas e lhe desferiu inúmeras facadas, matando-a cruelmente. 

Apesar da repercussão de sua morte, a pequena flor exalou infinitamente mais o perfume do seu testemunho em vida, espalhou a semente para as juventudes de que a busca pela santidade é possível para todos, sem que seja preciso abandonar a alegria, a vitalidade e a ousadia do ser jovem.

Para aqueles que a conheceram, viam a beleza de ser uma mulher pertencente a Deus e se inspiravam em sua maneira leve, humilde e dócil de ser.

Também sua essência vicentina deixa um legado para nós, que somos frutos desse jardim, que foi e continua sendo plantado dentro do carisma.

Uma curiosidade que vale ser destacada sobre Isabel é que ela chegou a estudar em um dos colégios das Filhas da Caridade, além de participar dos movimentos de jovens vicentinos existentes naquela época. Com sua família, participou de Conferências vicentinas e era fiel à espiritualidade.

Outra curiosidade é que seu pai, José Mendes Campos, foi presidente do Conselho Central de Barbacena, o que certamente instigava mais ainda a sua participação nas atividades da SSVP e no serviço aos Pobres.

Ela é reconhecida como serva de Deus pela multiplicidade de suas virtudes heroicas, pelos seus exemplos de fidelidade total a Deus e confirmação da sua entrega total com o seu martírio.

Em 23 de junho de 2022, o Papa Francisco autorizou a promulgação da data de sua beatificação, que ocorrerá na cidade de Barbacena no dia 10 de dezembro de 2022. A cerimônia será realizada por um representante do Sumo Pontífice, o Cardeal Marcello Semeraro, então, prefeito da Congregação para a Causa dos Santos.

A Coordenação da Comissão de Jovens, com seus representantes regionais, estará presente na cerimônia, como forma de incentivar a juventude vicentina.

Louvado seja Deus pela graça de poder celebrar a beatificação dessa mártir da pureza brasileira, rezemos para que este exemplo forte e atual de seguimento de Jesus Cristo seja fonte de vida e paz, gerador de infinitos dons e graças no mundo.

Bibliografia:

Foram utilizados comentários de pessoas que conheceram a Isabel Cristina

http: //www.arquimariana.com.br, http://www.piedadebarbacena.com.br

Comente pelo Facebook

LEAVE A REPLY