Lar dos Velhinhos de Poços de Caldas/MG, considerado “lar modelo”, recebeu ajuda do Todos Somos Um

0
807

Em uma análise sobre as ações de 2023, o presidente do Conselho Nacional do Brasil (CNB), confrade Márcio José da Silva, destacou o papel essencial do “Todos Somos Um” ao oferecer suporte mesmo a instituições financeiramente estáveis. Um exemplo dessa colaboração é o Lar dos Velhinhos de Poços de Caldas/MG, que durante a pandemia recebeu auxílio para adquirir Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para seus os funcionários, tornando-se um verdadeiro “lar modelo”.

Inaugurado em 1996 pela fusão de duas instituições locais, o Lar dos Velhinhos tem como missão assegurar uma melhor qualidade de vida aos seus residentes. “Atualmente, atendemos 100 idosos, sem distinção de sexo ou credo. Eles chegam até nós quando todas as alternativas familiares foram esgotadas, passando por avaliações criteriosas de nossa assistente social e psicóloga”, explica o coordenador do Lar, confrade Kleberson José da Silva.

Com uma equipe composta por 70 profissionais, incluindo assistentes sociais, psicólogas, fisioterapeutas, médicos, enfermeiras, entre outros, o Lar oferece seis refeições diárias personalizadas conforme as necessidades de cada residente. Além disso, instalações como a sala de fisioterapia e a sala de hidroterapia contribuem para o bem-estar dos idosos.

O coordenador destaca que, para manter a qualidade dos serviços, a administração do Lar realiza diversos eventos e ações. “Não há mágica, precisamos trabalhar. Com 33% dos custos cobertos pela parceria com a prefeitura, outros 33% pelos idosos, o restante é obtido graças ao empenho, criatividade dos voluntários e às doações da sociedade”, afirma Kleberson.

O testemunho dos idosos reflete o sucesso desse esforço. Nayr Mengali, 82 anos, residente há oito anos no Lar, expressa sua alegria em participar das atividades oferecidas: “gosto muito daqui, tem lazer, baile, passeios. Espero todo mês pela hidroterapia. É relaxante, faz bem para o coração e para o corpo. Adorei os passeios e vir para cá foi a decisão mais acertada!”

Histórias como a de José Sgrille, de 80 anos, reforçam a importância do Lar. Após uma vida como enfermeiro e artesão, ele encontrou no Lar dos Velhinhos o apoio necessário após enfrentar problemas de saúde em 2020. “Estou perfeito. Deus me curou. Só tenho que agradecer ao Lar e à fisioterapeuta. Hoje estou dançando nos bailes e tenho uma vida agitada”, relata com gratidão.

Contrariando estereótipos, o Lar dos Velhinhos de Poços de Caldas evidência que a vida em uma instituição para idosos pode e deve ser permeada por cuidado e amor. Uma lição valiosa compartilhada pelos idosos e profissionais que fazem desse lar um verdadeiro exemplo de solidariedade.

Comente pelo Facebook

LEAVE A REPLY