Vicentinos do Brasil enviam ajuda a São Tomé e Príncipe pela 3ª

0
663

O Conselho Nacional do Brasil (CNB) junto ao Conselho Geral Internacional (CGI), representado por sua comissão internacional de Ajuda Fraterna, no auxílio a Unidades Vicentinas de outros países, enviou no dia 28 de julho, pela terceira vez, ajuda em forma de alimentos e produtos úteis à promoção das pessoas auxiliadas pela SSVP de São Tomé e Príncipe, país insular localizado na costa oeste do continente africano. As doações são todas provenientes de vicentinos espalhados pelo Brasil e do próprio CNB. O envio foi feito, mais uma vez, em parceria com a Marinha do Brasil, que cedeu espaço em um navio saído de Niterói/RJ, que deve demorar cerca de um mês para chegar ao destino final.

De acordo com Anderson Ferreira, Coordenador de Assuntos Internacionais e Ajuda Fraterna do CNB, dentre os itens próprios de uso da instituição, foram enviadas 200 cestas básicas, roupas, materiais vicentinos e equipamentos. “Por intermédio do Padre Rafael Bruno Ferreira, mineiro que atuou por anos como sacerdote em São Tomé, fez-se uma ponte entre o CNB e a Marinha Brasileira. Através disso, foi possível o envio agora de doações à SSVP da ilha de São Tomé e das duas vezes anteriores, uma saindo de Natal/RN e outra do Rio de Janeiro. A carga no navio separada às doações da SSVP Brasil é limitada por causa de questões técnicas de balanceamento e peso do navio e a previsão é que o trajeto dure 30 dias até São Tomé.”, lembra.

O Coordenador conta que desta vez houve um pedido especial para os vicentinos do Brasil feito pelos companheiros africanos. “Recebemos um pedido a mais, a doação de máquinas de costura para que freiras, junto a uma paróquia localizada na ilha do Príncipe (o país é dividido em duas ilhas), iniciem uma oficina de corte e costura para a população vulnerável, gerando uma fonte de renda para as famílias, bem como um local onde eles possam consertar ou produzir o seu próprio vestuário”, explica Anderson.

Além de duas máquinas de costura industriais para o Projeto Social, o CNB ainda enviou a São Tomé e Príncipe 200 cestas básicas compradas com a verba do fundo de ajuda fraterna internacional, que compreende doações de Unidades Vicentinas de todo o país, bem como do próprio Conselho Nacional e do Conselho Central de Arujá, no estado de São Paulo. “Foram mais de R$ 20 mil destinado às compras das doações enviadas. Desta forma, continuamos o nosso trabalho de caridade além-fronteiras, ajudando a todos, sem distinção, nesse caso principalmente de nacionalidade”, finaliza Anderson.

Comente pelo Facebook

LEAVE A REPLY