SSVP Brasil inicia a Contribuição da Solidariedade de 2023

0
1225

A Contribuição da Solidariedade já começou. A arrecadação acontece de janeiro a março e corresponde a 1% do salário mínimo do ano vigente. Nesse ano, o valor doado deve ser de no mínimo R$ 13,20. A doação deve ser feita aos tesoureiros das Conferências até o dia 31 de março. Em 2022, o valor arrecadado foi de R$ 703.456,00.

“Esse será mais um momento grandioso de partilha, de demonstração de caridade, de gratidão, em que cada vicentino do nosso país, contribui financeiramente com o que pode, especialmente para ajudar a SSVP no Brasil. Lembremos que é começo do ano. E o verdadeiro espírito desse tempo é a vivência e a prática da solidariedade, da partilha, do amor e da paz. É alimentar a esperança de que a SSVP pode fazer mais e melhor”, declara o Presidente do Conselho Nacional do Brasil, Márcio José da Silva. 

O valor arrecadado é destinado ao Conselho Nacional do Brasil, que distribui o investimento para auxiliar atividades das Conferências mais carentes, financiamento dos Projetos Sociais, do Projeto “Todos Somos Um”, para as Obras Unidas, ações do Departamento Missionário e criação do fundos de emergências, que atendem a tragédias e catástrofes ambientais. 

“Os recursos financeiros arrecadados serão totalmente destinados de acordo com que determina a Regra da SSVP e as decisões do Conselho Nacional do Brasil. Embora os vicentinos, no dia a dia já doem muito de sua vida (seu tempo, seu conhecimento, até mesmo outros bens materiais, como seus veículos, por exemplo), não se pode deixar de pedir uma ajuda em dinheiro, para que os projetos que dependem disso possam acontecer”, conta o confrade Luís Fernando, 1º Tesoureiro do Conselho Nacional do Brasil.

“Atualmente, a maior parte dos recursos é destinada a atender aos Projetos Sociais”, comenta o confrade Jean de Morais Araújo, 2º Vice-Presidente do CNB. De 2011 a 2023, foram quase 600 pedidos atendidos, de acordo com os editais lançados a cada ano. As ações contribuíram diretamente na transformação das famílias assistidas, possibilitante a geração de renda própria.

A Contribuição da Solidariedade também foi uma grande aliada durante a pandemia do Covid-19. Durante os anos de 2021 e 2022, as Obras Unidas apresentaram pedidos de ajuda financeira ao CNB, principalmente para comprar materiais de segurança, como máscaras, luvas, produtos de limpeza, entre outros. “Quase 500 lares de idosos, creches e hospitais da SSVP receberam valores que superaram R$ 1,5 milhão, desde 2019”, comenta Jean.

O valor arrecadado também foi encaminhado as Conferências, Conselhos e Obras Unidas afetadas pelas enchentes que atingiram o Brasil em 2022. Outro projeto beneficiado com a Contribuição da Solidariedade é o “Banho Solidário, iniciado em 2020, em Juiz de Fora/MG, que oferece à população de rua a oportunidade de cuidar da higiene pessoal. “Uma parte dos recursos também é usada para criar, desenvolver, animar, melhorar e reorganizar a SSVP”, comenta o 2º Vice-Presidente.

O Departamento Missionário também tem a sua verba. “Agora mesmo, acontecerá a ‘Missão Vicentina Jovem Ouro Preto’, entre os dias 14 a 21 de janeiro, nas cidades de Ouro Preto/MG e Mariana/MG, com o objetivo de reativar unidades fechadas e trazer representatividade para os Conselhos Centrais e Particulares da região. Além disso, a agenda do departamento é tomada por   eventos e missões em todo o país. Isso demanda uso de recursos financeiros”, explica Jean.

Para a arrecadação ocorrer na prática, a orientação é simples: os confrades e consócias devem entregar suas Contribuições aos tesoureiros de suas respectivas Conferências, que farão o repasse aos seus Conselhos Particulares. Esses, por sua vez, farão o recolhimento do valores de todos elas diretamente ao Conselho Nacional do Brasil, através do pagamento dos boletos bancários específicos para isso, emitidos e encaminhados todos os anos. Deve haver o registro dos valores nos caixas, tanto nas Conferências, quanto nos Conselhos Particulares. 

“Espero que os Conselhos orientem e esclareçam adequadamente as Conferências sobre essa Contribuição. Sua finalidade e a importância da participação de todos os confrades e consócias. Que todos sejam especialmente motivados a colaborar de uma forma mais espontânea e generosa”, ressalta o confrade Jean. 

Origem

A Contribuição da Solidariedade surgiu para suceder a “Contribuição do Artigo 11 Bis”, substituída na Regra–Edição 2007. Na época, o valor da arrecadação era equivalente a US$ 1, que se aplicava para todas as Conferências do mundo, mas, com a revogação do antigo Regimento Interno e a criação da Contribuição, foram realizadas algumas alterações com base nos Regulamentos Nacionais. 

Comente pelo Facebook

LEAVE A REPLY