Projeto Social ajuda na construção do futuro de pedreiro do Paraná

0
750

Vamos te apresentar mais um Projeto Social aprovado no começo do ano para receber ajuda da Sociedade de São Vicente de Paulo (SSVP): trata-se do “Mãos à Obra”, que ajudou o assistido Celso Bispo a realizar o sonho de abrir sua empresa de construção civil, em Paraíso do Norte, no Paraná.
O pedreiro Celso Bispo, de 39 anos, sempre trabalhou na profissão, sendo funcionário do seu irmão. Casado com Vanessa Bispo e pai de Samira, de 15 anos, e Sabrina, de 14 anos, sentiu na pele os impactos da pandemia. “a construção civil entrou em crise e eu tive que me desligar da empresa que trabalhava. Tive dificuldades financeiras e procurei os Vicentinos e fui prontamente atendido”, conta ele, que é católico e conhecia a SSVP, até então, de ouvir falar.

Ele foi atendido pela Conferência Nossa Senhora Aparecida, mais especificamente pelo Lar Recanto da Velhice de Paraíso do Norte, presidido pela consócia Nelsy Maria Bayer Vizzotto. “O Celso estava enfrentado dificuldades financeiras e mostrou a vontade de ter a própria empresa. Ele demonstrou muita força de vontade e, por isso, pensamos no Projeto Social. Ficamos muito felizes dele ter sido um dos selecionados e já estar trabalhando. Inclusive, ele participou de uma licitação para construir o muro do nosso Lar e ganhou”, conta a consócia Nelsy.

A fé de conseguir melhorar de vida nunca abandonou Celso e sua família. “Quando nos inscrevemos no Projeto Social, me avisaram que não tinham certeza se ia dar certo. Mas sempre tive fé que ia dar e realmente aconteceu. Hoje eu abri minha empresa com CNPJ e conta bancária. Ganhei a licitação para construir um muro no Lar de idosos e estou muito feliz. Minha vida melhorou e eu sou muito agradecido a Deus e aos vicentinos”, conta o assistido.

Celso recebeu da SSVP uma betoneira, uma furadeira elétrica, uma parafusadeira elétrica e uma maquita elétrica. Contudo, um contratempo aconteceu durante a construção do muro que ele está fazendo no Lar Recanto da Velhice de Paraíso do Norte: o local foi roubado e levaram peças de sua nova betoneira. “Ficamos extremamente chateados. Entraram no Lar à noite e roubaram algumas coisas, entre elas peças da betoneira. Para arrumar, fica quase R$ 2 mil. Estamos nos estruturando para fazer uma campanha para ajudar a comprar as peças”, diz a presidente do Lar.

Quem quiser ajudar, pode entrar em contato com o Conselho Central de Paranavai, pelo e-mail: [email protected]

Comente pelo Facebook

LEAVE A REPLY