CNB vai investir R$ 2,5 milhões em projetos em prol dos Pobres em 2023

0
5260

Uma das novidades anunciadas durante a Reunião Plenária do Conselho Nacional do Brasil (CNB), realizada em fevereiro, é o investimento de mais de R$ 2,5 milhões destinados para projetos que atendam as famílias assistidas e as pessoas em situação de vulnerabilidade. Além do lançamento dos Projetos 13 Casas e Investindo na Vida, já divulgados, os Projetos Sociais, o Todos Somos Um e o Banho Solidário terão aumento de investimento neste ano para que mais pessoas possam ser beneficiadas. Os editais do Banho Solidário e do Todos Somos Um já foram divulgados e o do Projetos Sociais será divulgado no próximo mês. 

O Presidente do CNB, Márcio José da Silva, ressalta a importância de se investir em projetos que visem tirar os Pobres da situação de vulnerabilidade. “Hoje só a cesta básica não resolve. Por isso, Orçamento do Conselho Nacional do Brasil neste ano tem mais de R$ 2,5 milhões destinados para projetos que vão atender as nossas famílias assistidas e aos Pobres em todo o Brasil. Entre eles, estão o Banho Solidário, Projetos Sociais, Todos Somos Um, e os lançamentos deste ano 13 Casas e Investindo na Vida”, destaca o presidente. 

Menina dos Olhos do CNB, os Projetos Sociais, que são destinados às Conferências e Conselhos para ações  de promoção social de assistidos, terá verba de R$ 350 mil. A intenção é que cada Conselho Metropolitano inscreva, pelo menos, quatro projetos para seleção posterior. “A ideia do Projetos Sociais é levar para as famílias assistidas contempladas a esperança. A esperança da mudança de estrutura, da qualidade de vida através da realização do sonho daquele pai, mãe ou jovem atendido”, explica o 4º Vice-presidente, Mário Lucas de Brito Junior.

Para que o Projeto Social desenvolvido na família assistida dê certo, Mário destaca que ela precisa estar envolvida em todo o processo. “Quando a Conferência vai visitar aquela família é preciso conversar, ver quais são as suas habilidades, seus sonhos, o que aquela pessoa gosta de fazer e através desse sonho, desse objetivo, dessa habilidade dela nós vamos montar um Projeto Social, para que ela possa ser uma empreendedora, possa se reestruturar, fazer um curso de profissionalização, por exemplo, ou obter os equipamentos para o trabalho. Isso leva esperança, faz com aquele pai de família, mãe ou jovem se torne protagonista dentro da sua casa”, explica.

Projetos sociais transformam sonhos e aptidões em promoção de vida

A ajuda do CNB às Obras Unidas também terá reforço: em 2023, o projeto Todos Somos Um terá verba de R$ 350 mil para ser dividida em 30 projetos. “Serão selecionados 10 projetos de valor até R$ 5 mil, outros 10 para valores até R$ 10 mil e os outros 10 para projetos até o valor de R$ 20 mil. O Todos Somos Um vem para dar uma ajuda financeira às nossas Obras Unidas, sejam elas quais forem, hospitais, asilos, albergues. Por exemplo, se um asilo quiser fazer uma sala de fisioterapia, uma adaptação de banheiro, basta fazer o Projeto e mandar ao CNB para a seleção”, conta Mário.

Obras podem inscrever seu projetos para receber recurso

Por fim, o projeto Banho Solidário terá verba de até R$ 400 mil para que as unidades vicentinas possam adquirir os “trailers” ou investir em espaços físicos para a finalidade de atender pessoas em situação de rua. 

“O projeto Banho Solidário é oferecer algo que é muito simples para nós, mas extremamente complicado para as pessoas em situação de rua, o banho. É resgatar a dignidade desses nossos irmãos. E não é só o banho. O banho é uma oportunidade de oferecer a escuta, de conhecer a realidade, os desafios e o porque essas pessoas estão nas ruas. Lá eles recebem o material de higiene, roupas, refeição, fazem a barba e têm essa escuta atenta. Neste ano, o CNB vai disponibilizar essa verba para a implantação de mais duas unidades do Banho Solidário, que desta vez poderão até ser construídos e não necessariamente o trailler. Serão até R$ 200 mil por unidade, sendo uma no primeiro semestre e outra no segundo”, detalha a 1ª Vice-presidente, Elisabete Maria Castro, a Bete.

Projetos inéditos

Como já divulgado, o CNB lançou para 2023 dois projetos inéditos para ajudar na busca da dignidade dos assistidos: 13 Casas e Investindo na Vida.

Pela primeira vez, o Conselho Nacional do Brasil abraçou efetivamente a causa e irá financiar parte do Projeto 13 Casas. As inscrições para as Unidades Vicentinas foram até o dia 28 de fevereiro para que, em colaboração com outros ramos da Família Vicentina e/ou organizações parceiras, recebam financiamento para construção ou reforma de moradias para pessoas sem teto em situação de rua ou pessoas em risco de ficar sem casa, moradias precárias ou com necessidades básicas, refugiados ou pessoas deslocadas. Pelo menos R$ 300 mil, provenientes da Contribuição da Solidariedade, serão disponibilizados pelo CNB para o Projeto neste ano. 

Já o Projeto Investindo na Vida custeará o ensino superior ou técnico de cinco assistidos selecionados que tenham o sonho de fazer uma faculdade ou um curso técnico, de se profissionalizar. É como o próprio nome do projeto diz, o CNB está investindo na vida dos assistidos para levar sonhos, esperança, a mudança de estrutura que eles tanto precisam. Cada pessoa selecionada receberá, até o final do curso, o valor de R$ 15 mil anuais para custear o estudo, inclusive o transporte, se necessário. O edital para este projeto deve ser divulgado no dia 1º de maio. 

Comente pelo Facebook

LEAVE A REPLY