Reunião Plenária aprova manuais e outros documentos importantes para a SSVP

0
3613

A diretoria do Conselho Nacional do Brasil e os Presidentes de Conselhos Metropolitanos de todo país se reuniram no último final de semana, de 2 a 4 de fevereiro em Goiânia/GO, durante a Reunião Plenária de 2024 para apresentação de projetos de trabalho e votação de temas importantes para a SSVP do Brasil.

Durante o final de semana, os participantes puderam conversar, trocar ideias, tiveram momentos de espiritualidade e, é claro, discutiram e votaram documentos. Entre os temas abordados, estavam: o Livro do Ano Temático (“A promoção passa pelo escutar com caridade – Assistidos e Vicentinos contam suas histórias”), explicado na palestra da Vice-presidente do CNB, consócia Elisabete Maria Castro, a Bete; as vocações para os Ramos da Família Vicentina, pelo Assessor Espiritual do CNB, padre Emanoel Bedê; a a SSVP e a Política, pelo 2º Vice-Presidente, confrade Jean de Morais Araújo, entre outros.

O Coordenador Nacional do Decom, confrade Allan Ribeiro, apresentou a Edição Especial do Boletim Brasileiro, confeccionada dentro da proposta de ressaltar a importância da publicação vicentina. “O Boletim Brasileiro é a nossa memória, conta a nossa história. Os vicentinos esperam ansiosamente para recebê-lo e a cada publicação da sua Unidade ou região, aumenta o sentimento deles de pertença. Essa Edição Especial conta a história do Boletim, que neste ano vai contemplar146 anos de existência, sem interrupção na sua veiculação. Pelos nossos levantamentos, ele é a publicação católica mais antiga do país. Inclusive, já estamos vendo com a CNBB como obter esse reconhecimento”, contou. O Coordenador e o Presidente do CNB, confrade Márcio José da Silva, explicaram que cada Unidade Vicentina receberá, gratuitamente, uma edição do Boletim Especial e reforçaram o desafio lançado na Plenária de 2023, de cada Unidade ter uma assinatura da publicação.

Dentre os documentos votados, foram aprovados os Manuais das Conferências de Crianças e Adolescentes (CCAs), das Comissões de Jovens e da Ecafo, além Modelo de Estatuto de Obras Unidas (dando sequência ao que foi iniciado em 2023). Ainda houve aprovações de Resoluções sobre Comissão de Alienação, de imóveis e sobre o impedimento de presidentes que terminam o mandatos assumirem cargos em linha de sucessão imediatamente ao fim de suas próprias gestões. O Denor ainda conduziu a continuação das discussões sobre a centralização das Obras, que não foi votada. “É importante destacar que os Manuais aprovados ainda passarão por revisão para depois serem publicados”, explicou o confrade Márcio José da Silva.

A espiritualidade esteve presente em várias ocasiões durante a Plenária, com orações e missas, sendo uma no Santuário Divino Pai Eterno, co-celebrada pelo padre Emanoel.

Os presidentes dos Conselhos Metropolitanos e membros da diretoria também tiveram um momento especial de bate-papo com o Presidente do CNB e seus Vices, para conversarem sobre os mais variados assuntos, sem qualquer restrição, e tirarem dúvidas. “Essas oportunidades de conversarmos com todos, de aproximação são muito importantes. Todos nós conversamos com eles, mas na maioria das vezes é de maneira isolada. Um presidente me procura ou procura um Vice, então, juntar todos os presidentes e todos os vices num mesmo espaço aumenta a troca, a integração e a unidade”, avalia o presidente do CNB.

A Reunião Plenária acontece anualmente para discussão e votação de temas importantes para a Sociedade de São Vicente de Paulo. “No dia a dia, nos deparamos com situações na gestão das Unidades que precisam ser atualizadas, modificadas ou até mesmo incluídas ou excluídas das nossas normas. A Reunião Plenária serve exatamente para isso. Neste ano, a assembleia foi extremamente positiva, com muita troca de opiniões, sugestões e todos pensando no nosso maior objetivo, melhorar e transformar a vida dos nossos Mestres e Senhores, os Pobres”, avaliou o Presidente do CNB.

Os temas que por ventura não puderam ser votados na Plenária, seja por questão de tempo ou de necessidade de adaptações novas discussões deverão ser abordados na Assembleia de abril, que será realizada em Sumaré/SP.

Comente pelo Facebook

LEAVE A REPLY