Plenária Nacional define metas para o futuro da SSVP no Brasil

0
1731
Plenária 2022: traçando o futuro da SSVP Brasil

O Conselho Nacional do Brasil (CNB) realizou de 1 a 3 de abril, no Centro de Formação Ozanam, do Conselho Metropolitano de São Paulo, em Osasco/SP, a Plenária Nacional, que abordou metas para o futuro da SSVP no Brasil. Foram três dias de palestras, reflexões, votações e definições sobre qual a SSVP que queremos e pretendemos fazer nos próximos anos no Brasil.

Na abertura, no dia 1° de abril, o presidente do CNB, confrade Márcio José da Silva, destacou a alegria de estar ali reunidos com 34 Conselho Metropolitanos e a diretoria do Conselho Nacional. “Temos sempre que nos lembrar que em qualquer votação nesta Plenária é preciso votar pensando nos nossos Mestres e Senhores, os Pobres. Temos que ter a esperança de um futuro melhor para a SSVP brasileira e estarmos unidos neste momento tão importante para a SSVP, que no mesmo ano que vamos completar 150 anos de fundação, também temos a missão de não deixar após um estado pandêmico de dois anos e meio a grande rede de caridade fundada por Ozanam esmorecer”, explicou.

Presidente Márcio abre os trabalhos da Plenária

Após a abertura o Assessor espiritual do Conselho Nacional do Brasil Padre Emanoel Bedê empolgado motivou a plenária sobre os efeitos da caridade na vida dos vicentinos. Para encerrar com chave de ouro o primeiro dia,  a consócia Elizabete Maria Castro, 1ª Vice- presidente, fez uma dinâmica, que completou com excelência o tema abordado pelo Padre Emanoel, dinâmica caridade como prática de amor, onde o ponto forte foi o lava mãos.

Padre Emanoel fala sobre os efeitos da caridade na vida dos vicentinos
Dinâmica comandada pela consócia Bete, preencheu o coração vicentino com desejos dos confrades e consócias

2° Dia

Já pela manhã do sábado, dia 2, a plenária do CNB foi motivada pelo confrade Nelson Junio, em palestra com o lema da gestão atual do CNB – SER VICENTINO: Uma Vocação vivida na Conferência e junto aos Pobres – levando à plenária que de nada vale estarmos em qualquer encargo dentro da SSVP se não tivermos vivência de Conferência semanalmente e cheiro da casa do Pobre semanalmente.

Palestra do confrade Nelson Junio

O autor do livro do ano temático de 2022, confrade Eduardo Marques, brindou a plenária com uma explanação sobre o tema “Missões : Saber cuidar”. O tema é extremamente propício para o momento que estamos passando, pós-pandemia: precisamos cuidar de nossas Conferências, de nossas consócias e de nossos confrades e, principalmente, de nossos Pobres.

“Missões : Saber cuidar” com o confrade Eduardo Marques

Para fechar a manhã, o 2º Vice-presidente do CNB, confrade Jean de Morais Araújo, trouxe o ponto forte da Plenária, que é a volta do protagonismo dos Conselhos Particulares na estrutura da SSVP brasileira. “Precisamos que os Conselhos Particulares voltem a realizar os encontros de recrutamentos, que voltem a realizar as aulas da Ecafo, voltem a visitar as unidades, mostrando seu protagonismo na estrutura. Que não sejam apenas Conselhos que fazem uma reunião mensal com suas unidades ou as façam apenas passar informações dos Conselhos Centrais. É preciso ser um Conselho atuante”, avaliou Márcio.

A volta do protagonismo dos CPs foi abordada pelo confrade Jean

Já no início da tarde foi realizada a Assembleia de aprovação de contas de 2021, onde foi apresentado para a plenária o parecer do Conselho Fiscal, Balanço Patrimonial, DRE, as demais peças contábeis e notas explicativas e o Relatório de atividades. As contas foram aprovadas por unanimidade.

Contas de 2021 foram aprovadas por unanimidade, após apresentação de balancetes e documentos

A 2ª Secretária do CNB, consócia Mariana Aparecida da Silva Calegário, destacou que o departamento do CNB está trabalhando em conjunto com as secretarias dos Conselhos Metropolitanos e também pediu aprovação para abertura de estudos de alteração da Instrução Normativa 01/2017 sobre secretaria, o que aconteceu por unanimidade.

Abertura de estudos de alteração da Instrução Normativa 01/2017
sobre secretaria é aprovada por unanimidade

O presidente Márcio passou à plenária a realidade da SSVP no Brasil, onde destacam-se os números desde de 2019, os pedidos de desvinculações, a baixa frequência nas reuniões semanais e os processos eleitorais. Depois dessa fala, os participantes foram divididos em grupos para discutirem maneiras de vencer a realidade de diminuição dos números de  membros.

Os grupos fizeram suas apresentações pontuando trabalhos que podem ajudar a trazer os vicentinos de volta às Conferências e também conseguir novos membros. Este trabalho depois será lançado em uma circular do CNB.

Os vicentinos do Brasil receberam uma imagem abençoada da Beata Nhá Chica, do Padre Edinho, do Santuário de Nossa Senhora da Conceição da Beata Nhá Chica, que ficará na sede do CNB, no Rio de Janeiro.

Outro momento importante do dia foi conduzido pelo confrade Anderson Ferreira, Coordenador de Assuntos Internacionais e Hermaniamentos do CNB. Presidentes dos Conselhos Metropolitanos e diretoria do CNB foram separados e responderam o que esperam um do outro nesta gestão. “A troca foi riquíssima e estamos em sintonia para colocar esses desejos em prática, alguns a curto e médio prazo, outros num tempo maior”, avaliou o presidente Márcio.

Já no período da noite houve uma confraternização onde os membros puderam congratular a alegria de vicentino, trocando experiências. O tema para o evento foi os 50 anos da Romaria.

Equipe organizadora da Romaria, que foi tema da confraternização da Plenária

3° dia

No domingo, a manhã começou com a Santa Missa, celebrada pelos Padres Emanoel e Tito.

Padres Tito e Emanoel celebram a Santa Missa no último dia da Plenária

Dentro da programação, o confrade Antonio Fachini, 3º Vice-presidente do CNB, trouxe para o plenário a proposta de mudança do Código de Conduta Ética do Vicentino e da Administração da SSVP no Brasil. O novo modelo foi encaminhado aos participantes durante o mês de março para que opinassem nas mudanças. Após a apresentação, o novo Código foi aprovado por unanimidade.  

Confrade Márcio junto com outros membros da diretoria já finalizando a Plenária apresentaram vários temas: a Vice-presidente do CNB, Elizabete  Maria Castro, explanou sobre a Romaria; a consócia Ada Ferreira falou sobre Rede de Afeto; a consócia Márcia  Moreschi, sobre a campanha 13 Casas, o confrade Mário Lucas, sobre Projetos Sociais, Todos Somos Um e a consócia Maria Aparecida Peteck. Sobre o Pintando a Fraternidade.

O presidente Márcio ainda contou uma novidade animadora aos presidentes de Conselhos Metropolitanos: o CNB irá viabilizar neste ano mais quatro trailers do Projeto Banho Solidário. “Vamos destinar quatro estruturas para quem apresentar Projeto e for aprovado. São até R$ 200 mil para cada unidade, para a compra do trailer e do veículo que o conduzirá. É uma responsabilidade grande, porque de nada adianta ter o trailer e o veículo e não conseguir manter. Vamos iniciar com um e depois ir tocando os outros. Vamos divulgar uma circular neste sentido, para orientar como se inscrever”, disse.

Foram ainda apresentados durante toda a programação da Reunião Plenária outros pontos para aprovação, como a ata da reunião de março, o balancete referente a fevereiro, homologação da eleição do Conselho Metropolitano de Contagem, análise dos nomes dos candidatos a eleição do Metropolitano de Pouso Alegre, homologação das alterações nos módulos da Ecafo, explanada pelo confrade Cesar Custódio da Silva, Coordenador Nacional da Ecafo. Entre as mudanças na Ecafo, não haverá mais materiais impressos, somente digital, excetuando para e Conselhos Particulares. A criação de uma comissão para avaliar e reformular o manual Vicentinos e a Política foi aprovada.

Durante os três dias de Plenária, os participantes foram agraciados com a música do confrade Natalino Vilar, que foi convidado pelo CNB especialmente para essa função. Ele cantou músicas muito conhecidas pelos vicentinos, para reflexão e agradecimento e brindou o plenário com composições próprias, sendo uma inclusive escrita durante a Plenária e refletindo sua felicidade por estar ali e a importância do evento para a SSVP Brasil.

A Plenária do CNB discutiu, rezou, orientou vários temas para o futuro da SSVP no Brasil. “A presença dos 34 Conselhos Metropolitanos e da diretoria do CNB foi essencial para podermos chegar em metas que vão alavancar a SSVP brasileira, uma delas é devolver ao Conselho Particular o seu protagonismo e trabalhar as coisas básicas na SSVP. Não esperem coisas mirabolantes desta gestão, pois vamos fazer o básico. A SSVP brasileira já criou muitas coisas e não estamos dando conta de tudo, por isso, não precisamos criar mais e sim, fazer com o que já existe funcione perfeitamente em prol dos nossos Mestres e Senhores”, finaliza o presidente Márcio.  

Comente pelo Facebook

LEAVE A REPLY