Líderes regionais esperam grande integração durante o 32º Encontro Nacional da Juventude Vicentina

0
1066

No final do mês, entre os dias 29 a 31 de outubro, acontece o 32º Encontro Nacional da Juventude Vicentina da SSVP. O evento deste ano aborda o tema “Juventude: crises, cruzes e luzes” e foi inspirado no momento atual que a sociedade enfrenta, assim como na obra do Padre Zezinho.

O encontro irá reunir os jovens coordenadores das Comissões de Jovens do Brasil inteiro e realizar uma integração entre eles. A coordenadora da Comissão Nacional de Jovens, a consócia Denise Ramos, enfatiza a grandiosidade deste projeto. “Ele pretende promover uma reflexão crítica sobre como os jovens podem potencializar seus talentos na solução ou abrandamento de questões sociais preocupantes em nossa época, como podem de fato tornarem-se protagonistas de uma sociedade mais justa e solidária”, fala a consócia Denise.

A consócia ainda reforça a interação sobre as gerações, que será marcada pela troca de experiências singulares e aprendizagens significativas em contextos de épocas diversas. O confrade Vanderson Tiago dos Santos, coordenador da CJ do Conselho Metropolitano de Belo Horizonte, também menciona a importância da interação entre os jovens de todo o Brasil. “Estou bastante ansioso para conhecer os demais coordenadores, as diversas realidades e como isso agrega muito para a gente, pois coisas que dão certo em outros lugares, podem ser implantados no Conselho Metropolitano da gente”, comenta o confrade Vanderson.

Vanderson com as participantes da CJ do Conselho Metropolitano de Belo Horizonte

O jovem diz que está com altas expectativas para o Encontro Nacional da Juventude, já que é a primeira vez que ele vai participar. “Penso que vai contribuir muito para a gente, jovem vocacionado dentro da Sociedade, porque esse tema traz muito para a gente sobre como vamos trabalhar durante esse tempo de pandemia, encontrar as luzes da caminhada num momento tão difícil como esse. Vai ajudar a assumirmos o nosso protagonismo para guiar a Sociedade como um todo a sair desse momento difícil”, conta o confrade.

A consócia Monique Teresa Amoras Nascimento, da CJ de Belém também diz estar animada para o encontro. “Espero que ele proporcione uma renovação no meu carisma vicentino, que esse contato com outros jovens seja motivador e traga novas ideias para o meu trabalho vicentino”, conta a consócia Monique.

Consócia Monique com os membros da CJ de Belém

A jovem é vicentina há oito anos e diz que os Encontros Regionais da Juventude sempre foram primordiais para motivar os grupos locais e espera que o evento deste ano traga a mesma energia, além de fazer a integração entre os jovens através da amizade na rede de caridade.

Além das expectativas em relação ao evento em si, a coordenadora da CJ do Conselho Metropolitano de Maringá, Barbara Fragoso, fala sobre a expectativa em reencontrar os diversos líderes dos grupos regionais, após um longo tempo separados por causa da pandemia. “As expectativas são altíssimas, não somente na questão de reencontrar pessoas, mas de absorver esses conteúdos após esse tempo difícil que a gente passou, e que de certa forma ainda passamos. Acho que será bem importante de grande valor”.
Consócia Barbara com os jovens que participam do grupo pelo qual é responsável em Maringá

A consórcia diz que além da emoção de poder reunir os jovens mais uma vez, o evento vai cuidar da espiritualidade de cada um, de forma animada e cheia de informações relevantes para as diversas comissões. “Estou mega ansiosa para esse evento, minha diretoria também e acredito que vou voltar cheia do Espírito Santo e com mais vontade de espalhar o ‘vicentinismo’ por aí”, conta a consócia Barbara.

32º Encontro Nacional da Juventude Vicentina da SSVP

O encontro acontece entre os dias 29 a 31 de outubro, na “Cidade dos Meninos”, em Ribeirão das Neves, Minas Gerais. A instituição atende jovens carentes da Região Metropolitana de Belo Horizonte e possui uma estrutura ampla, que comporta até duas mil pessoas, respeitando as orientações do Ministério da Saúde e da OMS. Os jovens que vão participar do encontro deverão apresentar a comprovação de ao menos a primeira dose da vacina contra a Covid-19.

Comente pelo Facebook

LEAVE A REPLY