Coleta de Ozanam 2021 – Sinal de gratidão

0
2408

Durante a semana que inclui o dia 09 de setembro, data da comemoração litúrgica
de nosso principal fundador, o confrade Antônio Frederico Ozanam, determinada pelo Papa por
ocasião de sua beatificação – deve ser realizada uma “coleta especial” denominada “Coleta de Ozanam”, onde cada confrade/consócia, contribui com o seu donativo. É uma importante partilha. Esse ano diante da situação que o mundo vive, mais do que nunca, a participação de todos será de extrema valia. O ano de 2021, assim como o de 2020, têm sido muito desafiante em razão da pandemia do SARS-CoV2 (Covid-19) que alterou o curso das nossas vidas e agrava, ainda mais, a situação dos Pobres, considerados nossos “Mestres e Senhores”.


Além de mortes, isolamento social e os demais transtornos causados pela pandemia, as expectativas econômicas/sociais também são extremamente negativas. Confirmado pelos estudos do Banco Mundial, das Organizações das Nações Unidas e da Organização Mundial da Saúde, as taxas globais de pobreza extrema, desde de anos anteriores, se elevaram consideravelmente a partir de 2020. O que continua proporcionando uma elevada incidência de pessoas que vivem abaixo da pobreza extrema. Até o final deste ano, milhões de pessoas, o que equivale a uma percentagem elevada da população mundial, o que ocorre também em nosso país, deverão ser empurradas para a faixa da indigência, sendo a maioria pelos efeitos da pandemia, que por consequência, têm elevado a morte a mais de meio milhão aqui no Brasil.


É exatamente por esse motivo que a participação na “Coleta de Ozanam” vai muito além de uma simples doação. É a garantia da possibilidade de que, assim como em sua família e nas casas de muitos Pobres, não vai faltar o básico para a sobrevivência, pelo menos. Quando o vicentino participa da “Coleta de Ozanam” não está simplesmente
cumprindo o que determina a Regra, Artigos 22 e 69, nas páginas 102 e 126, respectivamente, ele demonstra empatia ao próximo e gratidão a Deus por lhe prover tanto que consegue até partilhar. Está relacionada com o momento extraordinário de poder colaborar materialmente com as atividades da SSVP no Brasil e no Mundo. Naturalmente que a participação é de qualquer quantia, no entanto, nosso pedido é que de modo especial, nesse ano, àqueles confrades e consócias que puderem, deem na coleta valores maiores, partilhando a solidariedade, inclusive com outros vicentinos que, afetados pela crise, vão poder contribuir com menos – ver Artigo 69 e 4.3 da Regra da Confederação Internacional.

Confira Mais na Circular Nº 030/T/2021.

Comente pelo Facebook

LEAVE A REPLY