Vem ai o 32º ENJ – Encontro Nacional da Juventude Vicentina da SSVP 2021

0
671

Com muito entusiasmo, a Comissão Nacional de Jovens convida todas as Comissões de Jovens dos Conselhos Metropolitanos do Brasil, através das Lideranças Jovens Vicentinas, para participarem entre os dias 29 e 31 de outubro, na Cidade dos Meninos em Ribeirão das Neves–BH, do 32º ENJ – Encontro Nacional da Juventude Vicentina da SSVP 2021 com o tema: “Juventude: Crises, Cruzes e Luzes”, inspirado na obra homônima do Padre Zezinho. O conceito de juventude é plural, cada vez mais o ‘s’ ao final da palavra, tem feito mais sentido e representando as diversas juventudes que fazem parte não tão somente de um grupo etário, mas de agrupamentos sociais de sujeitos de direitos e deveres que manifestam gostos, posturas e ideologias diversas com as quais precisamos dialogar e entender como parte de um todo complexo e em contínuo desenvolvimento. Trabalhar com juventude é uma missão que cada vicentino deve enxergar como sua também, para nós da Comissão Nacional de Jovens (CNJ), enxergar luzes em meio às crises e cruzes enfrentadas pelos jovens no mundo contemporâneo, significa que há esperança, que diante de tantos riscos e dificuldades presentes em nossa vida em sociedade, há jovens que podem ser agentes transformadores e servirem de exemplo, de inspiração para outros jovens que precisam trilhar o caminho cristão. Encontrar apoio para a nossa juventude no seio da SSVP, nos faz ter convicção de que seguimos tornando realidade o sonho do jovem Ozanam de “formar para os jovens uma associação católica de encorajamento, onde encontrássemos amizade, apoio e exemplo; onde encontrássemos, por assim dizer, um simulacro da família cristã, na qual tínhamos vivido, onde os mais velhos acolhessem os novos, vindos das províncias, e lhes desse uma espécie de hospitalidade moral. Ora, o laço de amizade mais forte da verdadeira amizade é a caridade e o exercício da caridade é a prática das boas obras”

O Encontro Nacional da Juventude Vicentina pretende promover uma reflexão crítica sobre como os jovens podem potencializar seus talentos na solução ou abrandamento de questões sociais preocupantes em nossa época, como podem de fato tornarem-se protagonistas de uma sociedade mais justa e solidária. Objetiva promover uma reflexão e um diálogo intergeracional que segundo o Papa Francisco em seu livro “Deus é Jovem” pode ser capaz de trazer a cura para muitos dos males que afligem nossa sociedade. É dessa interação entre gerações, marcada pela troca de experiências singulares e aprendizagens significativas em contextos e épocas diversas, que a SSVP precisa nutrir-se para manter viva a chama do carisma vicentino ardendo em cada vez mais corações, almas que encontram no trabalho vocacionado vicentino, uma causa a dedicarem-se na juventude e, por que não dizer, por toda vida. Caminhando para o findar de um período à frente da CNJ, consideramos estar encerrando mais um ciclo da nossa longeva história da Juventude Vicentina da SSVP no Brasil, um período que foi marcado por diversas limitações diante da maior crise sanitária dos últimos 100 anos decorrente da Pandemia de Covid-19. Contudo, uma fase de muita reinvenção e tantos outros avanços. A inquestionável dificuldade diante da situação inédita para muitos de nós, embora tenha adiado sonhos, nos oportunizou a aprendizagem de diversas outras formas de colocarmos em prática muitas de nossas ações, nada porém, capaz de substituir a necessidade de estarmos juntos presencialmente, mantendo nosso princípio fundante de constituir-se como um grupo de amigos que se relacionam tendo em vista a consolidação e um aprimoramento constante de uma rede mundial de caridade. Nesse sentido, enxergamos a necessidade de, respeitando todos os protocolos de convivência ainda necessários diante da Pandemia do Novo Coronavírus, estarmos juntos para além das discussões acima elencadas, avaliarmos o trabalho realizado e organizarmos a contribuição que deixaremos para a SSVP diante do muito vivenciado nos últimos 4 anos. A participação em mais esse ENJ é um momento extremamente necessário para as nossas lideranças juvenis espalhadas pelo país, por isso, contamos com a inscrição de um representante por Conselho Metropolitano, preferencialmente o Coordenador de Comissão de Jovens ou seu representante direto. Confira na integra a circular n°/031/CNJ/2021

Comente pelo Facebook

LEAVE A REPLY