Balanço 2020: o que fizemos e aprendemos neste ano

0
614
O que aprendemos em 2020? Crédito: Divulgação

Matéria retirada do Boletim Brasileiro de Novembro/Dezembro

Acostumados com a proximidade e abraços, 2020 chegou e nem nos piores pesadelos podíamos imaginar ficar em isolamento, não poder tocar e nem ficar pertinho uns dos outros. Mesmo surpreendidos pela pandemia do novo coronavírus não deixamos de lado as nossas missões, e sim procuramos nos adaptar para continuar nossa missão de ajudar com muita leveza aos assistidos da SSPV. O ano se vai com um sentimento de superação. Conseguimos ultrapassar os nossos limites! E desejamos que todos sejam fortes, porque essa fase vai passar e vamos vencer!

DEPARTAMETO MISSIONÁRIO: O Departamento Missionário começou 2020 com uma missão muito importante na cidade de Santa Rita de Sapucaí-MG. “Foram dias intensos de dedicação à SSVP”, relata Maria Margarete Santos.

 PROJETO REVITALIZA MARANHÃO: Dos dias 14 a 19 de fevereiro, o departamento foi ao Maranhão, para revitalizar a SSVP da cidade. A primeira etapa, foi realizada na Diocese de Viana.

ENCONTRO DOS DEPARTAMENTOS REGIÕES 6 E 7: O tema do nosso encontro foi ‘Rede de Caridade’ com o lema: ‘Na Rede de Caridade, a missão é sempre o servir’. No dia do encontro, foi realizada uma reunião com os departamentos missionários dos CMs das regiões em busca de estratégias para que as ações missionárias fossem constantes na vida dos vicentinos, assim fortalecendo nossas unidades.

PROJETOS INTERROMPIDOS Alguns projetos planejados para 2020 tiveram que ter suas atividades paralisadas pelo departamento por causa da pandemia, uma medida de segurança e proteção aos nossos colaboradores. Destacamos o Missões nos CMs de Curitiba e Porto Alegre, Anápolis, Fortaleza, Rio Grande do Norte, Rio de Janeiro, João Pessoa e Teresina, seis etapas do Projeto Revitaliza Maranhão. Demos só uma paradinha, logo poderemos retomar nossas atividades e continuar com nossa missão de sempre ajudar as pessoas. Incentivar a estruturação dos Departamentos Missionários nos CMs: Os departamentos têm um trabalho muito importante no resgate e na motivação vicentina em muitas localidades. Precisamos despertar em todos os vicentinos a consciência de que podemos fazer muito mais por nossa Instituição.

 DEPARTAMENTO DA JUVENTUDE Logo que a pandemia tomou conta do país, o departamento da Juventude logo conseguiu adaptar as suas atividades para o mundo digital participando do I Encontro Latino-Americano, de forma online, realizando um bate-papo com a CNJ com o tema “Juventude – Crises, Cruzes e Luzes” e reuniões com os coordenadores da Comissão de Jovens dos Conselhos Metropolitanos. Segundo a vicentina Denise Gonçalves, uma das atividades desenvolvidas pelo Departamento da Juventude foi a uma força-tarefa na qual a cada semana era lançado um desafio para os jovens vicentinos de todo o Brasil relacionado ao enfrentamento do coronavírus. “Os desafios eram de se colocar à disposição dos vicentinos que fazem parte da área de risco e assistidos levando materiais de higiene e álcool gel, passando a eles orientações a respeito do auxílio emergencial”, comenta. Ela completa que durante essa força-tarefa, os jovens vicentinos também promoveram a campanha rede de caridade. “Eles distribuíram máscaras de proteção à comunidade na qual fazem parte, além de auxiliar no projeto da Rede Afeto”, diz.

 PROJETOS INTERROMPIDOS Uma nova forma de se fazer presente, assim foi definido pela vicentina Denise: “os projetos foram adaptados para esse novo momento”. “Testemunhamos uma nova forma de se fazer presente mesmo com o necessário distanciamento físico. Se por um lado as visitas às atividades desenvolvidas pela juventude Brasil afora não puderam acontecer presencialmente, este contato se tornou muito mais intenso através dos vários encontros virtuais promovidos”, comenta. “Fizemos uma readequação de forma que algumas atividades precisaram ser adiadas, abrindo espaço para outras que nem imaginávamos realizar, mas que se tornaram necessárias dadas às condições que foram se apresentando”. “Claro que estamos muito ansiosos para o retorno das atividades presenciais e com a devolução do direito de nos abraçarmos novamente para matar a saudade, que é enorme. Além do adiamento de algumas atividades, como o Fórum Nacional da Juventude, o que fica mesmo de 2020 é a oportunidade de nos reinventarmos e a possibilidade de fazermos diferente algo que há muito já vinha sendo feito de uma mesma forma”, finaliza a reflexão da lição que pudemos tirar deste ano.

 DECOM A comunicação não pode parar em frente a uma pandemia, ela se faz essencial. A CNB adquiriu nesse período a plataforma Zoom, uma ferramenta que permite fazer reuniões onlines com várias pessoas ao mesmo tempo, conseguindo, assim, manter contato com todos os departamentos de forma eficiente. Não foi preciso parar o contato, apenas adequá-lo com o uso da tecnologia. Outra estratégia usada pela Decom foi a padronização das notas oficiais emitidas pelos lares. Segundo Samuel Godoy, coordenador de comunicação, “o departamento conseguiu promover um feito inédito na SSVP de realizar a Festa Regulamentar de Ozanam em Casa pelas redes sociais e obter 10 mil visualizações”. A adesão foi expressiva e os colaboradores se adaptarem bem ao novo jeito de se “encontrar”, mesmo que virtualmente. Um lado positivo da pandemia, o da readaptação.

PROJETOS INTERROMPIDOS O Decom teve que se adaptar às mudanças fazendo do Encontro do Departamento que aconteceria em São Paulo, de forma virtual. “Durante a pandemia, o Departamento deu um salto nas ações de forma exponencial pela necessidade com que a comunicação ficou crucial nesse momento, pois era a única forma de conversar com nossos públicos”.” Comenta Samuel Godoy. Uma das atividades adiadas pelo departamento foi a exposição de fotos dos 50 anos de Romaria.

PLANEJAMENTOS PARA 2021 Samuel avalia que a pandemia fez com que o departamento notasse a necessidade de reestruturar o setor e começasse a enxergar no digital a forma mais eficaz de ficar próximo dos vicentinos. “Teremos mais reuniões onlines de programação, planejaremos uma estratégia de marketing mais arrojada para a SSVP e a implantação do aplicativo da SSVP que servirá de suporte para as visitas domiciliares, bem como apoio para as reuniões da instituição a fim de facilitar o dia a dia dos confrades e consocias”. Relata Samuel.

DEPARTAMENTO NACIONAL DE NORMATIZAÇÃO E ORIENTAÇÃO – DENOR Em março, o Denor se reuniu, em Londrina/PR, com 36 conselhos metropolitanos e o Denor Nacional para alinhar as últimas orientações da SSPV Na data de 15 de agosto houve a apresentação virtual do posicionamento político oficial da SSVP aplicável às eleições municipais 2020 no âmbito vicentino.

PROJETOS INTERROMPIDOS O departamento procurou realizar o maior número possível de suas demandas de forma remota, porém, um dos projetos que teve que ser adiado devido à pandemia foram os encontros com os segmentos fúnebre, educacional e hospitalar.

PLANEJAMENTOS PARA 2021 Com grande expectativa, o Denor realizará os encontros regionais com os departamentos do Conselho Metropolitano, oportunidade para debates e troca de experiências; as reuniões com as respectivas coordenações, na qual acontece o alinhamento das orientações administrativas; prosseguirá também com o trabalho precípuo de orientação às unidades, que se desenvolve através de vários outros planejamentos já iniciados neste ano de 2020, a exemplo da Portaria de extinção das creches da SSVP, do projeto de centralização dos serviços de contabilidade e de segurança do trabalho, além do empenho na força tarefa para avanço da centralização das Obras Unidas.

CONFERÊNCIA DE CRIANÇAS E ADOLESCENTE – CCA: Maria do Céu da Silva, coordenadora nacional de CCA, destaca como principais momentos do ano de 2020: reunião semestral da equipe RJ, participações em lives, reuniões virtuais por regiões com os coordenadores metropolitanos e o andamento do Concurso Pintando a Fraternidade.

PROJETOS INTERROMPIDOS Durante esse ano dois projetos foram adiados pelo CCA. A construção de um jogo de tabuleiro e o livro ilustrado do ano temático. Segundo Maria do Céu, esse momento de pandemia foi bem complicado diante o trabalho feito pelo CCA voltado para as crianças. “ A pandemia mexeu muito com o psicológico de todos os envolvidos, e motivar crianças a distância foi uma tarefa um pouco difícil”, comenta.

ESCOLA DE CAPACITAÇÃO ANTÔNIO FREDERICO OZANAN- ECAFO Sem a presença da pandemia do novo coronavírus, o ano iniciou com um encontro presencial da ECAFO da R4, onde os membros partilharam temas relevantes com os coordenadores de CM. Segundo Cristiane Nogueira, coordenadora Nacional da ECAFO, no último final de semana antes do fechamento, em razão da pandemia, realizamos o encontro da ECAFO da R6. “Havia insegurança no encontro devido ao estado que estávamos passando, mas deu tudo certo”, comenta. Os encontros e reuniões que eram feitos presencialmente, tiveram que ser transferidos para o mundo virtual. “Embora já fazíamos em razão da distância, mas a obrigatoriedade nos uniu em oração e nos disciplinou com horários. ” diz Cristiane. Um momento muito importante para a ECAFO, foi a Semana Nacional onde todas as regiões receberam e trabalharam a Doutrina Social da Igreja.

PROJETOS INTERROMPIDOS Os encontros regionais da R 1, 2, 3, 5 e 7. E as reuniões semestrais dos da coordenação nacional com os coordenadores regionais, tiveram que ser interrompidos.

PLANEJAMENTOS PARA 2021 O planejamento para o ano que vem está a todo vapor, a intenção é retomar as atividades presencias com a realização do Encontro Nacional da ECAFO. “Desejamos retomar a capacitação de novas diretorias, que é de suma importância, e ver todos bem e com muita saúde, para que possamos ser melhor capacitados para ajudar nossos Mestre e Senhores”, completa Cristiane.

Comente pelo Facebook

LEAVE A REPLY