Hoje é o Dia de Santa Luiza de Marillac: comemoremos e oremos

0
548

Hoje é o Dia de Santa Luísa de Marillac, fundadora das Filhas da Caridade, e pessoa essencial na fundação da nossa amada Sociedade de São Vicente de Paulo (SSVP).

É impossível pensar no Carisma Vicentino sem Luísa de Marillac. Santa Luísa teve papel importante na história da caridade, ao ajudar São Vicente de Paulo a organizar os trabalhos em favor dos Pobres, com sua capacidade da organização, atenção aos pormenores, audácia e criatividade. No século VII, ele foi essencial na criação da obra das crianças abandonados pelas ruas ou nas portas das igrejas e da obra do Asilo do Santo Nome de Jesus para pessoas idosas.

E jamais buscou aparecer na frente de nada, como ela mesmo nos diz: “Ao nascer em pobreza e abandono dos homens, Nosso Senhor ensina-me a pureza de seu amor (…) Disso aprenderei a manter-me oculta em Deus, com o desejo de servi-lo sem buscar, para coisa alguma, o testemunho dos homens e a satisfação de sua comunicação, contentando-me com que Deus veja o que quero ser para ele: para tal finalidade, quer que me entregue a ele, a fim de realizar em mim esta disposição: assim o tenho feito, por sua graça” (Santa Luísa de Marillac, Correspondência e Escritos. Trad. da Irmã Lucy Cunha. Ribeirão Preto, Editora Legis Summa, s. d.; p. 812)

História

Luísa de Marillac nasceu em Paris, em 12 de agosto de 1591. Foi beatificada pelo Papa Bento XV, em 9 de maio de 1920. Foi canonizada pelo Papa Pio Xl, no dia 11 de março de 1934; e declarada patrona das Obras Sociais em 1960, pelo Papa bem-aventurado João XXIII.

Luísa transformou a vida consagrada feminina e o serviço dos mais necessitados na França no século XVII. E no meio de todas essas transformações, encontramos o testemunho desta mulher que amou profundamente os Pobres. Mulher que foi para a margem, lugar dos esquecidos e abandonados. Mas para isso, percebeu imediatamente a necessidade de agrupar em comunidade moças da zona rural que estavam formando, a pedido de São Vicente, para trabalharem com as Senhoras da Caridade no serviço dos pobres doentes em seus domicílios. Num mesmo impulso, fundou as Filhas da Caridade e construiu uma ponte sobre o abismo que separava os ricos e poderosos dos camponeses e dos Pobres, e que  separava os homens das mulheres. Com São Vicente de Paulo e as primeiras Filhas da Caridade, criou uma vasta rede de caridade que não excluía ninguém. Só um coração humano como o de Luísa era capaz de afirmar: “Sede muito afáveis e bondosas com vossos pobres.” (C.322, p.365).

Para conhecer mais sobre a vida dessa Santa, clique aqui.

Comente pelo Facebook

LEAVE A REPLY