Encontro da Família Vicentina: entenda o que é o evento e a importância dele

0
2472
Padre Joelson, coordenador nacional da Família Vicentina, fala aos participantes do encontro

 

Sabe aquele ditado popular ‘a união faz a força’? Ele é uma forma simplificada de entender o que é a Família Vicentina e o motivo dos membros estarem reunidos de hoje (14) a domingo (18) no Centro de Formação de Líderes, da Arquidiocese de Salvador (BA). Existem no país e no mundo instituições que atuam em favor dos Pobres. Aquelas que foram criadas pelo próprio Vicente de Paulo – ‘patrono de todas as Obras de Caridade’ – ou que se inspiram nos ideais de fraternidade e solidariedade do santo são identificadas como Ramos de ‘Carisma Vicentino’. Cada uma trabalha de acordo com os Estatutos próprios, mas sempre voltadas à assistência das pessoas em situação de vulnerabilidade social. Há as dedicadas aos padres, religiosos, Irmãs e leigos, tal como a Sociedade de São Vicente de Paulo (SSVP). Ainda no exemplo da SSVP, a instituição, que tem uma média de 200 mil membros, é capaz de aliviar sozinha a fome de milhares de brasileiros. Imagine se ela pudesse receber o reforço de outro Ramo? Seria mais gente em campo dedicada ao serviço, mais cidadãos em situação de pobreza sendo beneficiados e mais vicentinos pensando juntos em estratégias de promoção.

É por isso que o Encontro Nacional da Família Vicentina se torna tão importante. Nos próximos dias, os cerca de 70 participantes vão compartilhar experiências e estreitar os laços de amizade, fraternidade e, principalmente, a cooperação entre eles, mostrando que a união é capaz de gerar efetivas mudanças nas vidas dos Pobres. “Precisamos ter a consciência de que podemos fazer muito mais e melhor pelos Pobres, a partir do momento quando estivermos trabalhando em conjunto”, afirma o confrade José Hailton, membro do Conselho Nacional da Família Vicentina. Opinião compactuada pelo confrade José Geraldo Guimarães, da área do Conselho Metropolitano de São José do Rio Preto (SP), que também participa das atividades. “Eu vim para estar mais próximo da Família Vicentina, e aprender novas formas de trabalhar com os Pobres junto com os outros Ramos”.   

Primeira articulação da FV aconteceu há quase 40 anos

A proposta de organizar as instituições de ‘Carisma Vicentino’ começou há 39 anos, quando um grupo se reuniu em Curitiba (PR) para discutir sobre o assunto. Mas o primeiro evento oficial foi em Belém (PA), em 1998. O movimento começou tímido, no entanto, com o passar dos anos, foi ganhando força e a adesão de Ramos que compreenderam que a caridade organizada e colaborativa surte bons resultados. O último Encontro aconteceu em Jaboatão dos Guararapes (PE), há 3 anos. Essa caminhada da Família Vicentina foi apresentada pelo confrade José Hailton, que ainda instigou os participantes a pensarem nos avanços conquistados e as ações que realmente foram colocadas em prática de forma colaborativa.

Também nesta noite, o coordenador nacional da Família Vicentina, padre Joelson Soten, deu as boas-vindas aos encontristas, além de externar o que espera obter como resultado ao final do encontro. “Demonstro a minha imensa alegria em tê-los aqui conosco. Teremos muitos dias de aprendizados e para refletirmos como ser mais eficazes no projeto ‘Mudança de Estruturas’ (promoção social)”.

O primeiro dia de encontro foi encerrado com orações. As atividades serão retomadas nesta quinta, às 8h.

 

Fonte: Redação do SSVPBRASIL

Comente pelo Facebook

LEAVE A REPLY