Conheça a Região 3: do Sul ao Centro Oeste espalhando o amor aos Pobres

0
828
Encontro da Região 3 com presidentes dos CMs, de Obras Unidas e de Conselhos Centrais, em 2019. Crédito: Divulgação

Hoje é dia de conhecer a Região 3 da Sociedade de São Vicente de Paulo (SSVP), que engloba Conselhos Metropolitanos nos estados do Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina, parte de São Paulo e Mato Grosso do Sul. São milhares de vicentinos trabalhando nas obras e espalhando a solidariedade e o amor aos Pobres.

Cor: Branca

Padroeira: Nossa Senhora das Graças.

Ao todo, são cinco Conselhos Metropolitanos (Curitiba e Porto Alegre, Cambé, Bauru, Maringá e Campo Grande), 1.129 Conferências, 181 Conselhos Particulares e 30 Conselhos Centrais. São 9.817 vicentinos atuando nesta Região, que reúne 99 obras unidas.

A consocia Maria Aparecida Peteck Alencar, mais conhecida como Cida, ressalta a extensão da Região 3 e o quanto isso influencia no trabalho desenvolvido. “Nós atravessamos boa parte do país, é uma área muito extensa e cada Conselhos Metropolitanos tem suas particularidades. Do chimarrão ao tereré (bebidas típicas do Sul e do Mato Grosso do Sul) são diferentes tipos de atuação. O que não muda nunca é a animação, o comprometimento, a perseverança, motivação, dedicação e o carinho colocado em cada ação, encontro, missão  e visita. O trabalho com os Pobres pode até variar, mas o amor envolvido é sempre o mesmo. O espírito vicentino não tem fronteiras”, conta.

E não existe idade para o espírito vicentino tocar um coração. As Conferências de Crianças e Adolescentes (CCA) da Região 3 têm se adaptado e bem para não interromper os trabalhos com os pequenos e os jovens. As reuniões virtuais tem sido a solução mais rotineira, mas existem outros tipos de atuação. “O papel do orientador é importante na pandemia, uma vez que as crianças não podem se reunir precisamos ser criativos, inventar formas, para as crianças não desanimarem”, conta a consocia Josiane Ribeiro dos Santos Brito, coordenadora de CCA pela Região 3.

A CCA Anjo Gabriel, de Cambé, no Paraná, fez aniversário no último dia 4, e a comemoração foi virtual, com direito a bolo e parabéns. Mas mesmo assim, os orientadores, consocia Josiane e confrade Mário Lucas deram um jeito de mandar um carinho especial para as crianças. “Mandei na casa de cada criança uma cartinha e um pacotinho de doces para comemorar o aniversário da Conferência e o Dia das Crianças, que será dia 12”, conta a consocia.

Coordenação do Anjo Gabriel enviou cartinhas às crianças e jovens. Crédito: Divulgação

Outra atividade realizada pelas crianças e adolescentes, mas agora na pelo CCA Nossa Senhora da Salete, do Conselho Metropolitano de Campo Grande, foi a venda de pizzas, montadas com ajuda deles, em prol da obra unida, em agosto.

CCA Nossa Senhora da Salete fez pizza para ajudar as obras. Crédito: Divulgação

As atividades são tantas, que até o Encontro Regional da CCA da Região 3 foi realizado no último dia 3, sábado, virtualmente. “Foi um sucesso. Infelizmente não tivemos a participação de todos os Conselhos Metropolitanos, mas os que participaram ficaram bem motivados para continuar a caminhada, mesmo em tempo de pandemia”, explica a consocia Josiane.

Como dá para perceber, no CCA da Região 3 tem animação, iniciativa e amor de sobra, mesmo com o distanciamento social.

Encontro Regional do CCA da Região 3 aconteceu virtualmente. Crédito: Divulgação

A Juventude

A Juventude da Região 3 também é diversidade de cidades, estados e culturas. A pandemia, pelo menos no começo, pegou esses jovens desprevenidos e abalou um pouco as estruturas. Contudo, isso foi controlado pelos coordenadores.

 “A Juventude da Região 3 sentiu e sente o mesmo que cada jovem nesse ano de 2020, muitos projetos, sonhos, não acontecerem conforme os cronogramas, mas com muita unidade entre as bases estamos conseguindo fazer a diferença. Participamos das ações em hábito nacional e também pelo CGI: do Rede de Afeto, do Força Tarefa, das lives.  Os CMs dentro das realidades realizaram e estão realizando encontros, gincanas, acampamentos e reuniões e, sim, tudo on-line. Sentimos o coração partido, mas também com muita esperança de nós encontrarmos na nossa linda Romaria em comemoração aos 50 anos. E também o nosso 3º Fórum que foram meses de ações e projetos”, conta a consocia Debora Rodrigues Krul, Coordenadora Nacional da Juventude para a Região 3

Segundo a consocia, “o ano de 2020 talvez não seja como todos planejaram, mas posso dizer com tranquilidade que o testemunho de cada Jovem dentro das suas bases, motivando todos os conselhos e conferências, com o testemunho de muitos mesmo no anonimato é o que faz o sonho de Ozanam não esfriar e sim crescer mesmo no tempo em que o Mundo pede calma. Sob a proteção de nossa padroeira de região Nossa Senhora das Graças, espero que possamos ter a cada dia mais fé e ser luz na vida das pessoas. Muitas ideias e planejamentos se voltam para logo concretizarmos e colocarmos em prática.”

Os projetos desenvolvidos localmente, em cada CM, deram força à juventude e vicentina. O CM de Campo Grande, coordenado pela consocia Fabiana Aparecida Goulart Gonçalves de Oliveira, ficaram de início desmotivados por não cumprir a programação do ano, mas uma força-tarefa deu gás aos jovens. “Ele realizou uma gincana virtual com CM’s da Região 1. E fizeram o Acampadentro, que foi um acampamento para recrutamento de jovens on line, em julho”, destaca a consocia Debora.

Gincana Virtual realizada pelo CM de Campo Grande. Crédito: Divulgação

O CM Maringá, coordenado pela consocia Barbara Fragoso é outro exemplo de superação da pandemia. “Eles realizaram o ENJUVI, o encontro da juventude, on line, com lideranças e palestrantes, em dois domingos. Os jovens receberam suas camisetas em casa e tiveram convidados do Brasil todo. A unidade que o Conselho teve com outros departamentos permitiu o desenvolvimento tanto força-tarefa quanto o Rede de Afeto”, explica a consocia Debora, comprovando que quando há amor e dedicação, não existe fronteiras para bem.

Convite do ENJUVI realizado pelo CM de Maringá. Crédito: Divulgação

ECAFO

A Escola de Capacitação Antonio Frederico Ozanam (ECAFO) da Região durante esta pandemia também seguiu trabalhando. Os Conselhos Metropolitanos buscaram se organizar com as formações on line, através de aplicativos. “Todos os coordenadores da ECAFO orientam os membros para a realização das reuniões virtuais, bem como da importância no atendimento as famílias assistidas durante a pandemia com orientações de higiene e prevenção da COVID-19”, explica o confrade Mário Lucas Brito Junior, coordenador da ECAFO da Região 3.

Durante a I SEMANA NACIONAL DA ECAFO ocorrida entre os dias 17 a 28 de agosto foram realizadas cinco lives com todos os Conselhos Metropolitanos da Região, e sorteados vários prêmios como (seis bandeiras da SSVP, 11 assinaturas do Boletim Brasileiro, camisetas da Romaria e uma viagem para a Romaria Nacional em 2021). “Nos próximos dias vamos estar organizando o planejamento para 2021 para a ECAFO”, conta o confrade Mário.

Equipe da ECAFO da Região 3 participou on line da Semana Nacional. Crédito: Divulgação

Como podemos ver, a Região 3, apesar de todas as diferenças culturais e das distâncias geográficas, segue trabalhando e acreditando no propósito maior vicentino. “Vale a pena ressaltar a dadiva da Região 3 de ter como padroeira Nossa Senhora das Graças que sempre esteve presente na história das pandemias e está novamente intercedendo para o fim da corona vírus e para que possamos ser melhores cristãos Vicentinos em nossa nobre missão de amar ao próximo e seguir Jesus Cristo através do carisma de São Vicente e Ozanam”, finaliza a consocia Maria Aparecida Peteck Alencar.

Comente pelo Facebook

LEAVE A REPLY