Confrade Gustavo vê a coordenação do DECOM como chamado de Deus e possibilidade de difundir o nome da SSVP Brasil

0
1326
Confrade Gustavo atuando na base, durante visita à família de assistidos de São José dos Campos

Dando sequência às apresentações da nova diretoria da Sociedade de São Vicente de Paulo, hoje vamos conhecer a história do confrade Gustavo Daniel Silva de Oliveira, 37 anos, que assumiu a desafiadora tarefa de coordenar o DECOM – Departamento de Comunicação

O confrade de São José dos Campos (SP) entrou muito jovem na SSVP, sendo levado pelos pais, Daniel e Rosa Maria. Mas foram seus avós, Pedro e Jandira, que iniciaram a trajetória familiar na SSVP. “Meus pais e meus avós me levaram ainda criança à Conferência São Domingos Savio e foi aí que me apaixonei. Na juventude tive algumas lacunas nas participações, mas nunca me afastei totalmente do trabalho vicentino. Minha família é muito ligada e ativa na SSVP. Cresci neste contexto e não teria como ser diferente. É uma história de amor e de entrega ao longo da vida”, conta Gustavo, que participa da Conferência Divino Espírito Santo, integrante do Conselho Particular de São José, Conselho Central Norte de São José dos Campos e do Conselho Metropolitano de São José dos Campos.

O vínculo que começou com os avós e pais se estende para a família que Gustavo formou. Casado há quase 14 anos com Sheila, ele a apresentou à SSVP ainda na época de namoro e hoje, ela e os dois filhos do casal, Luiz Eduardo, 10 anos e Beatriz, 3 anos, frequentam ativamente as atividades da Sociedade. “Tenho muito orgulho de construir minha família dentro das bases vicentinas. Hoje meus dois filhos frequentam a mesma Conferência em que comecei minha trajetória e isso é gratificante”, avalia.

Gustavo, com a esposa e os filhos, antes da pandemia, no Arraiá do Frederico, festa que chega a ter em média três mil pessoas por noite, na qual coordenou o churrasco do evento

Sobre ser chamado para integrar a diretoria pelo presidente, confrade Márcio José da Silva, o novo coordenador do DECOM passava por algumas questões internas. “Com o Covid cheguei a me questionar, como as atividades vicentinas estavam mais paradas, se esse era meu propósito dentro da Igreja. Mas Deus fez esse chamado. Ele não mediu esforços para mostrar o caminho e o convite veio, com esse grande desafio”, lembra.

Antes de chegar à coordenação do DECOM, Gustavo já foi coordenador do Conselho Metropolitano de São José dos Campos, e vê nesta oportunidade uma real possibilidade de contribuir com a Sociedade, agora aplicando não só os conhecimentos vicentinos, mas sua profissão, uma vez que é formado em Marketing. “Eu tinha uma ânsia muito grande de contribuir muito mais. Essa é a ideia. Espero deixar um grande legado junto à nova diretoria, com a equipe, para que possamos elevar o nome da Sociedade para todos os lugares, fazer com que a comunicação seja mais atrativa, eficaz, cativar os jovens para o trabalho vicentino. Temos uma equipe que tem grande expectativa e grandes planos de modernização, facilidade para as atividades dos vicentinos e, acima de tudo, de expansão da comunicação e do nome da SSVP”, afirma.

Para Gustavo, tornar a SSVP um nome mais difundido pelo Brasil é essencial. “Muitos não reconhecem o nome da Sociedade e quando ouvem que são os vicentinos têm uma vaga ideia do nosso trabalho. Atuamos em tantas áreas, temos tantos projetos bonitos, chegamos a tantos lugares e muita gente não sabe. Acredito que esse trabalho de divulgação, que começou a ser projetado e desenvolvido na outra gestão, tem que continuar, ser aprimorado e a SSVP se fortalecer fora dos seus membros. Isso se reverte em novos chamados de pessoas, novas ajudas, novos projetos. É um futuro de muito trabalho para os próximos quatro anos e nós, do DECOM, estamos com esse espírito de fazer acontecer, de trazer novas ideias, de fortalecer a comunicação não só interna da Sociedade, mas principalmente externa”, finaliza.

Comente pelo Facebook

LEAVE A REPLY