O poder transformador do Esporte

0
1224

Um assunto para ficar atento dentro da SSVP, especialmente quando se fala em projetos sociais, é como o esporte é capaz de mudar a vida das pessoas, principalmente quando se trata das crianças e dos jovens, que são influenciados de maneira positiva em relação aos valores, à saúde e à formação pessoal. Existem diversos exemplos de projetos sociais espalhados pelo país, que não são vicentinos, mas podem servir de inspiração para as Conferências adotarem com os assistidos.

A Go Cup 2023, realizada em Aparecida de Goiânia/GO de 01 a 09 de abril, foi um grande exemplo de como o esporte pode ser transformador. Neste evento, jovens de todo o Brasil e do mundo se reuniram para competir e mostrar suas habilidades no futebol. Além da competição em si, a Go Cup oferece uma experiência única para esses jovens, que têm a oportunidade de conhecer novas pessoas, lugares e culturas.

Durante o evento, alguns times eram compostos por integrantes de projetos sociais voltados para o esporte e que estão mudando a vida das crianças e dos jovens envolvidos. Uma ótima inspiração para todos os vicentinos.

Há nove anos participando da Go Cup, a ONG Mais Ação, de Goiânia/GO, trabalha há 18 anos para atender crianças em vulnerabilidade social com atividades esportivas, culturais e sociais. “Muitas crianças que estão hoje aqui não teriam a oportunidade de participar de um evento assim se não fosse isenção nas inscrições que a ONG recebe”, explica Rafael Santos, uma das lideranças da Organização.  A ONG conta com três pontos de apoio e atende em torno de 500 crianças por ano, com acompanhamento de interação social e disciplina para serem replicadas dentro de suas casas e famílias. Os locais de atuação são concessões do Estado e município e todos os professores são voluntários.

O projeto “Daminhas da Bola”, do Rio de Janeiro, reúne entre 60 e 70 meninas, que treinam em Xerém em Duque de Caxias. Segundo o líder do projeto, Vitor Aguiar colaborador do projeto, diz que as atividades começaram em 2014, através da iniciativa de sua fundadora, Thaissan Passos. “O objetivo do projeto é não só formar jogadoras de futebol, mas também mulheres de valores, que possam ter sucesso em suas carreiras profissionais e pessoais”, explica. O “Daminhas da Bola” é subsidiado por meio de doações de pessoas físicas e empresas, além de rifas e campanhas para arrecadação de recursos.

Equipe de Apoio das Daminhas da Bola

Já na Capital Federal, Brasília,  desde 2000 crianças treinam no projeto “Rede Gol”. A iniciativa começou em 2012, com o objetivo de usar o futebol como instrumento de acesso às comunidades locais e é mantida por meio de parcerias com empresas e doações de pessoas físicas. “O projeto tem o intuito de trabalhar os valores e a formação pessoal das crianças e jovens envolvidos, além de incentivar a prática esportiva e a adoção de hábitos saudáveis”, explica a representante Deiza Leite coordenadora do projeto.

Atleta da Rede Gol em partida

Esses projetos sociais são apenas alguns exemplos de como o esporte pode ser transformador na vida de nossas crianças e jovens. Eles oferecem uma oportunidade para seus integrantes se desenvolverem pessoalmente e profissionalmente, e podem ser o primeiro passo para a mudança de suas vidas. A Go Cup 2023 foi um evento que mostrou como o esporte pode ser uma ferramenta poderosa para a transformação social. Que os vicentinos espalhados pelo Brasil possam se inspirar em exemplos como esse e fazer brotar dentro da SSVP novos  projetos voltados ao esporte.

Comente pelo Facebook

LEAVE A REPLY