Crianças escrevem cartas a funcionários de Lar de Idosos

0
769

De: membro da Conferência de Criança e Adolescente Nossa Senhora de Fátima

Para: funcionário (a) do Lar São Vicente de Paulo, em Buenópolis (MG)

Cartinhas com mensagens cheias de carinho e motivação foram encaminhadas pelos membros da Conferência Nossa Senhora de Fátima à equipe de profissionais do Lar São Vicente de Paulo, Obra Unida da Sociedade de São Vicente de Paulo (SSVP) na área do Conselho Metropolitano de Diamantina. A iniciativa teve como objetivo valorizar os trabalhos desenvolvidos pelos funcionários, principalmente neste momento tão difícil ocasionado pela pandemia da Covid-19.

A orientadora da Conferência, consócia Rosângela Maria de Queiroz e Silva, conta que perguntou à presidente do Lar quais eram as principais dificuldades que a instituição estava enfrentando. Ela respondeu que os funcionários se sentiam muito tensos com a pandemia. Como forma de consolá-los, Rosângela convocou os vicentinos mirins a escreverem cartas à equipe do Lar. Os pequenos aceitaram o desafio de prontidão.

A CCA tem 24 membros

Toda a comunicação foi feita pelo WhatsApp em respeito às medidas de isolamento social. Ao passo que as crianças escreviam as cartas para os cerca de 18 funcionários, os pais as colocavam na caixa de Correios da orientadora Rosângela. Aqueles que moram na zona rural e não podiam ir à cidade, tiravam fotos da carta escrita. Rosângela tinha a função de imprimi-las.

As cartinhas foram entregues à presidente da instituição, consócia Geralda de Campos, que distribuiu as mensagens entre os funcionários. Ela relata que a equipe ficou muito feliz com o presente. “As cartas causaram uma profunda emoção nos funcionários do Lar. A gente vive uma angústia tão grande e é muito bom quando você sente que não está só”.

A orientadora também preparou um acróstico com o nome de cada funcionário e um livro com os nomes deles para o arquivo do Lar. “Agora, pode até não ser importante, mas no futuro, todos vão saber os nomes daqueles heróis que estavam trabalhando na época da pandemia”, descreve Rosângela.

Acróstico é um poema feito a partir das iniciais de determinada palavra

O carinho prestado aos trabalhadores, segundo a orientadora, é um gesto de gratidão pelo o que fazem aos 45 idosos que moram na instituição. “É impressionante a forma como eles cuidam e têm paciência com nossos idosos. Dinheiro nenhum no mundo paga o que eles fazem ao demonstrarem tanto amor pelo ser humano”.

Fonte: Redação do SSVPBRASIL

Comente pelo Facebook

LEAVE A REPLY