RELÍQUIA: Caixa de pedidos a Ozanam fica pequena para devotos

0
1456
Crianças e adolescentes participam de atividades com a relíquia de Ozanam

A fé no poder intercessor do bem-aventurado Antônio Frederico Ozanam, principal fundador da Sociedade de São Vicente de Paulo (SSVP), tem feito uma legião de vicentinos e até não vicentinos a irem de encontro à relíquia dele, que está neste mês em peregrinação pelo Conselho Metropolitano de São José dos Campos (SP).

Junto com a relíquia, havia uma caixa pouco maior que uma de leite, onde os vicentinos escreviam e depositavam pedidos ao bem-aventurado. Mas ela ficou pequena e foi imediatamente substituída por uma maior. Ao final da peregrinação, todos os pedidos são queimados.

Visita a um lar de idosos

Os vicentinos do Conselho Metropolitano de São José dos Campos estão cumprindo à risca a recomendação do Conselho Nacional do Brasil (CNB) que, quando iniciou este projeto de peregrinação da relíquia por todo o país, queria suscitar a devoção ao principal fundador da SSVP, bem como divulgá-lo como um modelo de leigo comprometido com a causa cristã e que deve ser seguido por todos. O resultado tem sido tão impressionante, que conquistou o apoio do clero da área. Inclusive, os padres que celebram as Missas, estudam a biografia de Ozanam e fazem apresentações sobre ela durante as homilias.

A relíquia vai peregrinar pelos 13 Conselhos Centrais do Metropolitano até o dia 5 de setembro, quando será levada para a área do Conselho Central de Pouso Alegre (MG).

Além de visitar vicentinos afastados e asilos, ser levada para as Santas Missas e reunir os vicentinos para momentos de oração, a relíquia terá duas importantes atividades no CM São José dos Campos. Ela vai ser apresentada na Basílica de Nossa Senhora Aparecida, durante uma Celebração Eucarística; e estará no Avivamento Vicentino na Canção Nova, em 25 de agosto, com a presença do padre Zezinho.

EMOÇÃO

Sônia de Almeida Santos Alves

Enquanto era entrevistada, a consócia Sônia de Almeida Santos Alves, presidente do Conselho Metropolitano, chorou por várias vezes. A reação dela é o reflexo do momento de graça e emoção que tem sido a passagem da relíquia pela área. “Eu não sei se o Conselho Nacional do Brasil tinha dimensão da grandiosidade do que estava por vir quando propôs este projeto. Tem sido uma experiência maravilhosa e muito emocionante. As sedes têm a imagem, mas a relíquia é uma pertença de Ozanam, e nos faz relembrar a importância desse homem para nós”.

Uma das visitas feitas foi para a ex-coordenadora de CCA, que teve AVC e, hoje, não consegue mais falar. Quando a imagem entrou na casa dela, a consócia Sônia relata que a vicentina teve uma crise de choro.

 

Fonte: Redação do SSVPBRASIL

Comente pelo Facebook

LEAVE A REPLY