SSVP espera que Ozanam seja considerado ‘Doutor da Igreja’

1
1134

O catolicismo tem apenas 36 ‘Doutores da Igreja’, que são cristãos que se destacaram por notório saber teológico. O Bem-aventurado Antônio Frederico Ozanam pode ser o 37º desta lista. A notícia é compartilhada pelo confrade Renato Lima de Oliveira, presidente do Conselho Geral Internacional da Sociedade de São Vicente de Paulo (CGI/SSVP). Com exclusividade, ele revela detalhes do processo justamente hoje (8), quando os confrades e as consócias celebram os 167 anos da morte de Ozanam.

A decisão de pedir à Santa Sé que o principal fundador da SSVP seja considerado ‘Doutor da Igreja’ surgiu em novembro do ano passado, durante a reunião da diretoria do Conselho Geral, realizada em Milão (Itália), cidade onde Ozanam nasceu.

Desde então, o Conselho Geral começou a reunir a documentação que será encaminhada ao Vaticano até o final de 2020. “Esses processos duram alguns anos, portanto, temos que ter paciência, confiança e fé na decisão da Santa Igreja”, explica Lima.

Por que ‘Doutor da Igreja’?

A biografia de Ozanam revela que ele foi um homem muito virtuoso. Zeloso pai de família, exímio professor, jornalista, advogado e exemplo de cristão católico. Diante de tantas qualidades, o Conselho Geral foca o lado teológico dele. “Cremos piamente que Ozanam, por todas as suas virtudes já conhecidas, em especial os estudos, teses e escritos sobre a justiça social, poderia ser incluído no rol de Doutores da Igreja, diante do notório saber”, destaca Lima.

O que este título representa?

Segundo o magistério da Igreja, quando um cristão é declarado Doutor, isso significa que essa pessoa é alguém reconhecida pela Igreja Católica como exemplo de ‘santidade de vida, verdade doutrinal e ciência sagrada’. “Temos a certeza de que Ozanam, pela vida e obra dele, possui todas essas características em abundância. Sabemos que é um grande desafio obter da Santa Igreja essa declaração a respeito de Ozanam, mas nós seguiremos adiante nesse processo”, afirma o presidente-geral.

A canonização do principal fundador da SSVP e a solicitação do título de ‘Doutor da Igreja’ são ações distintas e independentes.

É PRECISO TER FÉ

O processo da canonização de Ozanam completa 95 anos em 2020. Seguindo a perspectiva de Lima, em breve, o principal fundador da SSVP estará nos altares das Igrejas. “O processo relativo ao segundo possível milagre, também ocorrido no Brasil, seguirá para Roma até o final do ano, e 2021 poderá ser um ano de boas notícias para todos nós”, planeja.

O presidente-geral conta que os vicentinos têm um importante papel na facilitação do processo. “Peço a todos que sejam verdadeiros devotos de Ozanam, pois só assim alcançaremos, com piedade e amor, as graças da intercessão dele”.

Fonte: Redação do SSVPBRASIL

Comente pelo Facebook

1 COMMENT

  1. Continuar trabalhando e acompanhar estes processos! Acompanhar o funcionamento dos metropolitanos! Orientando para que o princípio fundamental da SSVP, não desapareça. Ou seja; a “Visita domiciliar aos necessitados”.

LEAVE A REPLY