Incêndio em igreja é atentado à liberdade religiosa

0
637
O Conselho Geral repudia qualquer tipo de intolerância religiosa

Fonte: Conselho Geral Internacional

Os lamentáveis e inaceitáveis episódios envolvendo incêndios em templos religiosos pelo mundo, sobremaneira casos recentes de queima de paróquias e capelas católicas, fazem-nos refletir sobre o crescimento da intolerância religiosa.

É direito fundamental do ser humano professar qualquer fé, acreditar em qualquer crença, e ter esse direito devidamente protegido, segundo o artigo 18 da Declaração Universal dos Direitos Humanos. Como membro do Conselho Econômico e Social (ECOSOC) das Nações Unidas, a SSVP também defende esses mesmos princípios.

Além do mais, em muitos lugares do planeta, há pessoas que sofrem perseguição religiosa e preconceito por acreditar em Nosso Senhor Jesus Cristo, engrossando o contingente de refugiados.

Nós, da Sociedade de São Vicente de Paulo, que militamos no campo da caridade, da solidariedade, do respeito e da vida, não podemos assistir passivamente ao que vem acontecendo com os templos católicos em várias partes do mundo, alvo de incêndios, pichações, profanações, roubos e vilipêndios.

Igreja somos todos nós, é claro; mas as edificações onde funcionam os templos religiosos são fundamentais para que a comunidade vivencie a fé. É lá que os sacramentos são celebrados. É nas igrejas que os fiéis ouvem as pregações e recebem a Palavra de Deus. É lá que as pastorais, movimentos e serviços, como a Sociedade de São Vicente de Paulo, promovem seus eventos e suas reuniões. Portanto, preservar as igrejas é salvaguardar a fé.

O Conselho Geral Internacional da Sociedade de São Vicente de Paulo repudia qualquer ataque à fé católica, em especial esses incêndios criminosos, e espera que os infratores sejam devidamente responsabilizados segundo a lei penal de cada país.

Os atentados às igrejas causam muitos prejuízos materiais, contudo, não abalam a fé e jamais apagarão a chama de Cristo, que move os corações de todos os filhos de Deus. Manifestações populares e sociais são bem-vindas, desde que pacíficas e respeitosas.

Rezemos pela conversão dos pecadores e pela salvação das almas, e que Deus proteja sempre a Sua igreja, livrando-nos do mal. “Tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja; as portas do inferno não prevalecerão contra ela” (São Mateus 16, 18).

Confrade Renato Lima de Oliveira

16º Presidente-geral

Mais detalhes, clique em www.ssvpglobal.org/incendio-em-igreja-e-atentado-a-liberdade-religiosa

Comente pelo Facebook

LEAVE A REPLY