Uma máquina de costura é suficiente para mudar vida de assistida

0
1163
Artesanato produzido por D. Rosa, em Patrocínio (MG)

A promoção de uma família carente não depende apenas de planos e projetos mirabolantes. A Conferência Padre Eustáquio, em Patrocínio (área do Conselho Metropolitano de Patos de Minas-MG), mostra que boa vontade e um pouco de investimento são capazes de gerar a Mudança Sistêmica.

D. Rosa era assistida pela Conferência. Muitas dificuldades marcaram a vida dela. Sobrevivia com os dois filhos apenas com o Bolsa Família. Não podia sair de casa, porque precisava cuidar em tempo integral de um deles, que carecia de atenção especial, porque desenvolveu transtornos ao ver o pai ser assassinado dentro de casa.

Acompanhando D. Rosa, os vicentinos entenderam que ela precisava trabalhar com algo que pudesse ser feito na residência dela. Eles observaram que a assistida sabia costurar e fazer crochê. Ligaram um ponto ao outro, e chegaram à conclusão de que a assistida poderia fazer artesanatos sem deixar o filho sozinho.

Em 2017, os membros se inscreveram nos Projetos Sociais do Conselho Nacional do Brasil (CNB), que financia ações de promoção social. O projeto de assistência a D. Rosa foi aprovado e o CNB destinou pouco mais de R$1 mil para a compra de uma máquina de costura e materiais.

A ação dos vicentinos não parou por aí. Até que D. Rosa ficasse conhecida na cidade, eles ajudaram na divulgação do trabalho, compartilhando imagens das peças produzidas por ela.

Logo em seguida, D. Rosa conquistou a clientela própria com a venda de tapetes e panos de prato, e conquistou também a mudança de vida.

Júnia Marisa Caixeta Nunes Fernandes é a secretária da Conferência. A história de Mudança Sistêmica a faz muito feliz. “A gente trabalha é pela promoção das famílias; não é só pela questão da independência financeira, mas para que elas conquistem a dignidade”.

 

Fonte: Redação do SSVPBRASIL

Comente pelo Facebook

LEAVE A REPLY