21 ANOS DEPOIS: reflexões da beatificação de Ozanam continuam muito atuais

0
1619
Imagem de Antonio Frederico Ozanam

 

O Papa João Paulo II estava muito inspirado quando proferiu a homilia da Santa Missa do dia 22 de agosto de 1997, na catedral de Notre-dame (Paris/França), durante a XII Jornada Mundial da Juventude. Na ocasião, era beatificado o principal fundador da Sociedade de São Vicente de Paulo (SSVP), confrade Antonio Frederico Ozanam. Talvez, a iluminação para tão belas palavras direcionadas ao público presente tenha vido da própria experiência do Sumo Pontífice, que revelou no discurso ter frequentado uma Conferência Vicentina.

A homilia é um impulso à caridade desinteressada como meio de promoção da justiça social e serve como uma fonte de inspiração para o trabalho dos confrades e consócias do mundo inteiro. Por isso, a equipe de jornalismo do site SSVPBRASIL selecionou oito citações do dia da beatificação para serem refletidas especialmente hoje, 21 anos após este feito tão importante para os membros da SSVP.

umOzanam “ia ao encontro de todos os que tinham mais necessidade de ser amados, daqueles a quem Deus-Amor não podia ser efetivamente revelado se não pelo amor duma outra pessoa. Ozanam descobriu nisto a sua vocação, viu o caminho para o qual Cristo o chamava. Encontrou nisto o seu caminho rumo à santidade. E percorreu-o com determinação”.

 

dois“Caros discípulos de São Vicente de Paulo, encorajo-vos a pôr em comum as vossas forças para que, como desejava o vosso inspirador, os Pobres sejam cada vez mais amados e servidos e Jesus Cristo, honrado nas suas pessoas!”

 

 

três“Frederico Ozanam amava todos os necessitados. Desde a sua juventude, tomou consciência de que não bastava falar da caridade e da missão da Igreja no mundo: isto devia traduzir-se num empenho efetivo dos cristãos no serviço dos Pobres”

 

quatro“O amor pelos mais miseráveis, por aqueles de quem ninguém se ocupa, já está no centro da vida e das preocupações de Frederico Ozanam. Ao falar destes homens e destas mulheres, ele escreve: «Deveríamos cair aos seus pés e dizer-lhes com o Apóstolo: “Tu es Dominus meus”. Vós sois os nossos mestres e nós seremos os vossos servidores; sois para nós as imagens sagradas deste Deus que não vemos e, não sabendo amar doutra maneira, nós O amamos nas vossas pessoas» (A Louis Janmot).

cinco“Caridade e justiça caminham a par e passo. Ozanam tem a coragem lúcida dum empenho social e político de primeiro plano numa época agitada da vida do seu país, pois nenhuma sociedade pode aceitar a miséria como uma fatalidade, sem que a sua honra não seja atingida”.

 

prod_2125_191967189-500x500“Diante das pobrezas que oprimem muitos homens e mulheres, a caridade é um sinal profético do empenho do cristão no seguimento de Cristo. Convido, pois, os leigos e de modo particular os jovens a darem prova de coragem e de imaginação, a fim de trabalharem para a edificação de sociedades mais fraternas, onde os mais necessitados sejam reconhecidos na sua dignidade e encontrem os meios para uma existência respeitável.

sete“Com a humildade e a confiança incondicional na Providência, que caracterizavam Frederico Ozanam, tende a audácia da partilha dos bens materiais e espirituais com aqueles que estão na miséria!”

 

 

oito“Nas opções que fizerem, a tua santidade, Frederico, será confirmada de modo particular. E grande será a tua alegria. Tu, que já vês com os teus olhos Aquele que é o amor, sê também um guia em todos os caminhos que estes jovens vão escolher, seguindo hoje o teu exemplo!”.

 

A homilia na íntegra está disponível no link a seguir:

http://w2.vatican.va/content/john-paul-ii/pt/homilies/1997/documents/hf_jp-ii_hom_19970822_paris.html

Fonte: Redação do SSVPBRASIL

 

Comente pelo Facebook

LEAVE A REPLY