Henri Planchat é beatificado em Paris

0
1558

Padre Henri Planchat, um dos mártires mortos durante a Comuna de Paris, em 1871, será beatificado hoje, na Igreja São Sulpice, em Paris. Planchat foi membro de uma Conferência Vicentina em Paris nos primeiros anos da Sociedade de São Vicente de Paulo (SSVP) e sua beatificação é motivo de celebração para a Família Vicentina e a Santa Igreja.

Henri Planchat teve uma participação ativa na SSVP. Ele deixou uma vida cômoda para servir aos Pobres, atuando como capelão em diversas obras da SSVP e da própria congregação. Quando a Guerra Franco-Prussiana começou, ele se uniu ao movimento patriótico em favor dos feridos evacuados para a capital e dos soldados encarregados de sua defesa.

Planchat nunca se envolveu em lutas políticas e sua preocupação era com os feridos das guerras e a segurança das crianças e jovens. Durante a Comuna de Paris, ele foi interrogado, humilhado, espancado e preso por dois meses, juntamente com outros religiosos e civis. Em 26 de maio de 1871, numa emboscada, Planchat e outros companheiros foram violentamente fuzilados, num acontecimento denominado o “Massacre da Rua Haxo”. Ele tinha 47 anos.

O processo de beatificação foi aberto em 1897 e, após ser introduzida em Roma, em 1964, a causa finalmente recebeu o voto unânime dos consultores em outubro de 2020 e dos teólogos do Dicastério para as Causas dos Santos em maio de 2021.

A beatificação de Planchat é um momento especial para a SSVP e a Família Vicentina, pois ele foi um membro ativo da Conferência São Lamberto, em Paris, e participou do serviço aos Pobres e aos adolescentes da periferia de Paris ao lado de outros confrades da Congregação dos Irmãos de São Vicente de Paulo (RSV). Seu trabalho próximo do povo lhe rendeu o apelido de “apóstolo dos subúrbios”.

Comente pelo Facebook

LEAVE A REPLY