Conheça detalhes de obra recém descoberta escrita por Félix Clavé

0
463
Crédito da imagem: SSVP Global

Um exemplar foi encontrado em Nova Iorque, Estados Unidos

O Conselho Geral Internacional tem a imensa alegria de anunciar que foi descoberto um tesouro: um exemplar do livro “Impressões, Memórias e Arrependimentos”, escrito em 1836 pelo cofundador Pierre-Emmanuel-Félix Clavé (1811-1853). 

A publicação foi encontrada pela consócia Pattie Hughes, ao pesquisar sobre Clavé na biblioteca da Universidade do Estado de Nova Iorque, em Stony Brook (Estados Unidos). Pattie é integrante do Departamento das Nações Unidas no âmbito do Conselho Geral e interessou-se mais ainda pela vida e obra de Clavé quando, em 2020, foi realizado o concurso internacional de redações sobre ele.

“A partir do momento que o Presidente-geral me pediu, comecei a buscar possíveis referências deste livro nas universidades norte-americanas. Durante vários meses, fazia contatos frequentes com inúmeras bibliotecas. E Deus escutou as nossas preces! Com a ajuda de amigos que trabalham em Stony Brook, conseguimos localizar o livro de poemas de Clavé, uma raridade e, acima de tudo, um documento histórico para a nossa SSVP”, relatou a consócia Pattie.

O livro de poesias possui 180 páginas e foi impresso em Paris em 20 de janeiro de 1836. Com 17 capítulos, a obra retrata momentos marcantes na vida de Clavé, como sua primeira comunhão, recordações da infância e juventude, casos sentimentais, amarguras e esperanças, além de uma parte dedicada especialmente à Virgem Maria e à fé em Cristo.

O livro de poesias de Clavé foi muito elogiado por Ozanam, e também por um crítico acadêmico que assim se expressou na Revista “Universidade Católica”, publicada pelo Instituto Católico de Paris em 1836: “O livro que temos diante de nós, dá-nos mais do que esperança. Poucas mãos ofereceram um começo literário tão brilhante. Este pequeno livro será relido em vários tempos, e muitos de seus versos permanecerão na memória do coração”.

Além dessa publicação, Clavé é autor de diversos outros livros, dentre os quais destacamos: “A Questão do México” (1845), “A Ilha de Cuba e a Liberdade Comercial nas Colônias” (1847) e “A História Extraordinária do Papa Pio IX” (1848). Clavé era, ainda, colaborador da Revista “Dois Mundos”, de Paris, uma das publicações mais famosas da França, que existe até os tempos de hoje.

“Clavé era um homem muito culto, estudioso e poliglota. Quanto mais conhecemos sua biografia, mais descobrimos as virtudes desse homem de Deus, que fundou a Conferência de Caridade em 1833, com Ozanam e seus amigos. Clavé era uma pessoa honrada e nunca renunciou à fé, apesar de todas as injúrias e calúnias que sofreu. Era um homem de muito valor, cheio do Espírito Santo. Sem ele, a SSVP não seria a mesma”, enfatizou o 16º Presidente-geral, confrade Renato Lima de Oliveira.

A cópia do livro encontrado em Nova Iorque já foi enviada para a sede em Paris, e outra para o escritório do Conselho Geral em Brasília, Brasil. Há, ainda, outra cópia disponível na Biblioteca Nacional, em Paris. Como não há direitos autorais sobre a obra, todos podem ler esse interessantíssimo livro de poemas escrito em francês pelo confrade cofundador Félix Clavé. Basta clicar abaixo:

Fonte: www.ssvpglobal.org

Comente pelo Facebook

LEAVE A REPLY