Jovens criam estratégias para que possam participar do Fórum

0
1738

Tinha um obstáculo entre os jovens da Conferência São Francisco Xavier e o Fórum Nacional da Juventude Vicentina. A ‘barreira’ atendia pelo nome de ‘falta de dinheiro’. Só que em vez de cruzar os braços, perdendo a oportunidade única de conviver com outros vicentinos do país todo, os membros se uniram em atividades de arrecadação de recursos.

A primeira ação começou com a venda de brigadeiros, confeccionados pela consócia Karol Lima. Logo, eles passaram a comercializar bombons. Já promoveram um ‘show de prêmios’ e outros projetos estão sendo estudados.

Inicialmente, quatro jovens devem participar do evento, que acontece na Cidade dos Meninos São Vicente de Paulo, em Ribeirão das Neves, região metropolitana de Belo Horizonte (MG), entre 4 e 7 de setembro do ano que vem. Os membros da Conferência São Francisco Xavier moram em Belém (PA), no Norte do país, e sofrem com o transporte caro. Só de passagens são R$1 mil para a cada participante, mais a taxa de inscrição.

Os altos valores não os desanimam, pelo contrário, só os motivam. “É mais do que juntar dinheiro para viajar. A ida ao Fórum está servindo para a nossa Conferência se conhecer melhor. Estamos trabalhando nossos limites e fortalecendo laços”, defende a consócia Karol Lima.

As atividades de captação de recursos começaram há 2 meses. Nesse período, os vicentinos arrecadaram R$1 mil, comemora a consócia Monique Teresa Amora Nascimento. “Estamos certos e motivados a conseguir todo o valor que precisamos para ir ao Fórum, viver esta experiência linda de encontrar outros jovens que seguem o mesmo Carisma que o nosso”.

 

“Hoje, a juventude é dita como acomodada, mas devemos mudar isso. E incentivar os outros jovens a irem ao Fórum, sem  uma renda fixa, é uma mensagem sublimar dizendo a eles que são capazes de tudo. A juventude vicentina precisa ser firme para ajudar nossos Mestres e Senhores, assim, este esforço é para mudarmos não somente esse olhar retrógrado, mas mudarmos o olhar doS nossos jovens cristãos, que devem ser atuantes e proativos” – Karol Lima

Monique tem uma dica aos jovens que querem participar do evento, no entanto, não têm dinheiro. “Não desanimem. Criem estratégias e façam um planejamento que vocês vão conseguir também”, motiva.

O Fórum Nacional da Juventude Vicentina estará em 2020 na terceira edição. É a primeira vez que a jovem Luiza de Marillac participa e, de tanto ouvir bons comentários sobre ele, decidiu se unir aos amigos de Conferência para a captação de recursos. “Estou ansiosa desde já e, por isso, estamos trabalhando continuamente para atingir a meta. Basicamente em dinheiro já temos a passagem de um jovem, e isso já nos deixa muito feliz!”. Completa. “Espero que as programações do evento nos ajudem a ter motivação em nossos trabalhos, e que as experiências que eu vou trocar me façam voltar com muitas ideias diferentes, com todo o gás, e com um olhar mais amplo sobre o nosso trabalho”.

DO PARÁ PARA O RESTO DO BRASIL

A ação pelo Fórum, dos vicentinos paraenses, tem ganhado o reforço da consócia Luiza Costa, coordenadora de Jovens da Região VII. Como ela viaja o país em atividades da SSVP, por onde vai, leva bombons de castanha e cupuaçu, bem comuns no Pará. “Os confrades e as consócias adoram e, inclusive, muitos deles pagam um valor a mais quando ficam sabendo do nosso projeto”, conclui Luiza de Marillac.

 

Fonte: Redação do SSVPBRASIL

 

 

 

 

Comente pelo Facebook

LEAVE A REPLY