Jornalista morto ontem deu entrevista à SSVP no início do mês

0
1799
Rafael Henzel era um dos sobreviventes da tragédia da Chapecoense

Uma das últimas entrevistas dadas pelo jornalista Rafael Henzel, morto ontem (26) vítima de um infarto, foi ao Departamento Nacional de Comunicação da Sociedade de São Vicente de Paulo (Decom/SSVP). Rafael falou com a equipe de reportagem da revista Boletim Brasileiro no dia 8 de março.

O jornalista era um dos sobreviventes do trágico acidente com um voo da LaMia. O avião caiu em 2016, deixando 71 mortos, dentre eles jogadores e diretores da Chapecoense, time de Santa Catarina que disputava a Copa Sul-americana.

A íntegra da entrevista com Rafael será publicada na edição de maio/junho. O periódico tem como tema central o ‘Recomeço’ e mostra histórias de pessoas que passaram por situações trágicas e, mesmo  assim, não se esmoreceram diante dos desafios. Seguem fortes, lutando pela vida.

Durante a entrevista, Henzel defendeu: “Na minha opinião, recomeço é a certeza de que a vida não é uma só. A morte sim. Na vida temos diversas chances de recomeçar. Foi o que eu fiz e tento levar para todos que é importante recomeçar com motivação, esperança e nunca deixar de acreditar”. A matéria publicada na próxima edição da revista traz outros bonitos ensinamentos dele.

Além do jornalista, sobreviveram à tragédia: os jogadores Jackson Follmann, Alan Ruschel e Neto; a comissária de bordo Ximena Suarez e o mecânico Erwin Tumiri.

MORTE

O jornalista se sentiu mal ontem enquanto jogava futebol na cidade de Chapecó. Foi levado ao Hospital ainda com os sinais vitais, mas não resistiu. Ele tinha 45 anos e trabalhava atualmente na rádio Oeste Capital. Deixa esposa e um filho.

 

Fonte: Redação do SSVPBRASIL

Comente pelo Facebook

LEAVE A REPLY