CRIATIVIDADE: ‘equipamento’ garante doações sem contato físico

0
886

A invenção do confrade Joaquim Inocêncio Coelho não necessitou de cálculos, fórmulas científicas e laboratórios. Pode até parecer algo muito simples, no entanto, tem resultados surpreendentes. Ele acoplou uma espécie de rampa na porta do Conselho Central de São José dos Campos (SP). Por meio de uma abertura, a comunidade coloca a doação que escorrega pelo equipamento. Do interior da Unidade Vicentina, a secretária recolhe os alimentos – seguindo todas as orientações sanitárias – que são transformados em cestas básicas para 63 famílias assistidas.

A ‘Rampa da Caridade’, nome dado à invenção, é a forma encontrada pelo confrade Joaquim e demais vicentinos dos Conselhos Particulares de São Judas Tadeu e Vila Bandeirantes para driblarem a queda nas arrecadações diante da pandemia do novo Coronavírus. Já foram mais de 1 mil itens arrecadados pelo projeto.

A novidade também despertou a atenção nos meios de comunicação. A ‘Rampa da Caridade’ já foi notícia no site G1 (da Rede Globo), na Rádio Piratininga, no Meon Notícias e, inclusive, foi citada pelo padre Carlos Alberto, durante uma Missa televisionada no Santuário Nacional de Aparecida.

Quando desenvolveu a engenhoca, o confrade Joaquim não imaginava a repercussão que a ideia dele teria. “Eu só estava preocupado com as pessoas. Precisávamos das doações, mas eu não queria expor nem que doa ou quem recebe. Foi só um olhar de caridade que tive com todo mundo”.

Fonte: Redação do SSVPBRASIL

Comente pelo Facebook

LEAVE A REPLY