CM Bauru aproxima vicentinos da relíquia de Ozanam

0
1202
Vicentinos da área do CM Bauru com a relíquia de Ozanam

Vicentinos que dedicaram as vidas à Sociedade de São Vicente de Paulo (SSVP) estão vivendo uma oportunidade única na área do Conselho Metropolitano de Bauru (SP). A diretoria da Unidade Vicentina definiu como meta que a relíquia do Bem-aventurado Antônio Frederico Ozanam, que peregrina pela área neste mês de julho, deve ficar o maior tempo possível com os confrades e consócias.

Durante o dia, a relíquia do principal fundador da SSVP participa de eventos e Missas. Quando chega à noite, a prioridade é que ela fique na casa de um vicentino, de preferência daqueles que estão doentes e não podem mais participar das atividades da Sociedade. “Os padres e outros religiosos conhecem a importância da relíquia, agora, para nossos leigos, esta peregrinação tem sido um imenso aprendizado sobre a história de Ozanam”, descreve o confrade Pedro Codogna, presidente interino do CM Bauru.

A peregrinação na área começou no dia 13 deste mês, quando a relíquia chegou do Conselho Metropolitano de São Carlos. Ela vai percorrer todos os Centrais até o dia 9 de agosto, quando será conduzida para o CM São José dos Campos.

Na chegada, em 13 de julho, houve uma carreata seguida de Missa, no Central de Bauru. A atividade contou com a presença da consócia Cida Peteck, vice-presidente do Conselho Nacional do Brasil (CNB) para a Região III. Depois, a relíquia pernoitou na casa do confrade Arlindo, o vicentino mais antigo de Bauru.

Em Lins, ela foi recebida por mais de 40 mil pessoas, que participavam de um Churrascão Vicentino.

Ontem, a relíquia esteve em um encontro de jovens. Hoje, ela peregrina pelo Conselho Central de Marília.

RELÍQUIA

A relíquia consiste em um pedaço de linho na cor creme, que o bem-aventurado usava quando foi enterrado. O tecido era parte de um manto colocado para envolver o corpo, segundo um ritual típico dos franciscanos, porque Ozanam também participava da Ordem Terceira Franciscana.

Em 1929, quando houve a exumação do corpo, a família do principal fundador da SSVP autorizou que o Conselho Geral Internacional retirasse uma parte do linho para transformá-lo em pequenas relíquias. Uma delas foi doada ao CNB no ano passado (2017), durante a posse do presidente Cristian Reis da Luz e diretoria. E é ela que peregrinará pelo país.

A relíquia foi afixada em uma imagem de cerâmica que retrata Ozanam. A estatueta é envolta a uma cúpula de vidro. O objeto constitui uma forma de manter sempre viva a memória do principal fundador e torna-se também um item de veneração.

Fonte: Redação do SSVPBRASIL

 

Comente pelo Facebook

LEAVE A REPLY