Assistente social dá dicas sobre captação de recursos para Obras Unidas

0
1334
A assistente social Ana Paula Moura trabalha na Casa do Pobre Santo Antônio, em União dos Palmares (AL)

Os Lares de Idosos que pertencem à Sociedade de São Vicente de Paulo (SSVP) têm a chance de conseguir recursos públicos. Basta os gestores públicos e os assistentes sociais de tais Unidades ficarem atentos a editais e outros documentos que viabilizam verbas.

Em União dos Palmares (AL), só neste período de pandemia, o Lar Casa do Pobre Santo Antônio conseguiu dois importantes convênios.

O primeiro deles foi com o Estado, que por meio do Ministério Público do Trabalho disponibilizou R$30 mil para a compra de camas, travesseiros e colchões. Uma empresa recebeu multa e o dinheiro foi destinado para as instituições que se inscreveram.

Outro recurso que a Obra alagoana não contava veio por meio de uma Medida Provisória. O Lar ganhou equipamentos de proteção individual, alimentos e a ajuda de custo no valor de R$400 para cada idoso infectado pelo novo Coronavírus. Este benefício foi solicitado pelo Município para a Obra. “É importante que os gestores vicentinos estabeleçam uma boa interlocução e não tenham envolvimentos políticos partidários, pois esta isenção faz toda a diferença. Assim, estarão garantindo o engajamento do Município para que as necessidades institucionais pleiteadas sejam atendidas”, esclarece a assistente social Ana Paula Moura, funcionária da Casa do Pobre Santo Antônio.

Ana Paula revela que acessa periodicamente o perfil do Ministério da Cidadania no Instagram (@mincidadania) e fica sempre de olho no site do Ministério da Cidadania (www.cidadania.gov.br) para inteirar de projetos que podem beneficiar o Lar e, assim, inscrevê-lo dentro do prazo.

Ela ainda orienta que já foi anunciado por um deputado sobre novo repasse às instituições, faltando apenas a sanção da Presidência da República. “Enquanto o recurso não sai, as Obras Unidas já devem providenciar a documentação, a exemplo da lista de idosos e de funcionários. É como um concurso público: a gente já se prepara e, quando ele chega, estamos com tudo pronto”, conclui.

Fonte: Redação do SSVPBRASIL

Comente pelo Facebook

LEAVE A REPLY